quinta-feira, 10 de junho de 2010

Quando meu maço de marlboro vermelho acabou eu não comprei outro. Fumei uma cigarro de filtro branco, estranhei e decidi que não compraria mais cigarros naquele dia, que eu tentaria ficar sem fumar até o outro dia, pela manhã.
Chegeui em casa e fui dar uma grande caminhada com as cachorrar. A maravilhosa endorfina liberada pelos exercícios físicos há de me ajudar a controlar a vontade de fumar.Foi interessante porque eu não pensava em nada enquanto andava pelas ruas com duas cachorronas ao meu lado. Só andava e fazer aquilo que fez bem. Cansei as meninas, elas precisavam daquela caminhada puxada, eu também me senti bem,. Chegeui em casa me sentindo quente, decidida e sem cheiro de cigarro.

Quando acordei percebi que pderia ficar mais um tempo sem fumar, até deixar definitivamente.
Sim, to tendo algumas crises de abstinência. Estou com sono, estou tomando tudo que é chá que acalme, que relaxe, que baixe a bola.
Acho sensato me manter afastada das pessoas por alguns dias. Tenho medo de saltar no opescoço de um, apesar de não me char fora da linha, to calminha, calma demais talvez...
É...um dia sem cigarro.
O começo.

5 comentários:

Anônimo disse...

Tati e as letras trocadas ou faltando no texto, é proposital ou é a falta do cigarro? Sinto saudades e odiei tua temporada no campo pois só escrevia uma vez por semana. Um Beijo grande.

Anônimo disse...

Parabéns menina, parar de fumar não é para qualquer um. Que você tenha sucesso nesta empreitada. Vou concordar com este colega anônimo pois acho que todos nós, leitores do seu blog, sentimos falta dos seus "causos" deliciosos de ler. Bom saber que teremos muito mais agora. Venho com frequência, leio me deleito.
Abraços
India

Vivien Morgato : disse...

Força na peruca.

Bruno Ribeiro disse...

Deixou de fumar m plena Copa do Mundo?!?! Tsc, tsc...

Anônimo disse...

Este Bruno é um malvadinho........