domingo, 29 de outubro de 2006

Entrevista com Fernanda Dias



Fernanda Dias jura que tem mais de um metro e meio.
Eu não acredito, mas isso não tem a menor importância porque é uma grande artista.
Tem um humor terrível e abestalhado, como o meu.
Podemos passar horas revendo os mesmos vídeos da Terça Insana e morrer de rir outra vez, e mais outra, e outra! Ela que me mostrou o video da Ruth Lemos e tantas besteiras mais. Com ela tenho ouvido coisas que jamais ouviria sozinha. E foi bom.
Canta, toca violão (que ela acha bem pior do que realmente é), compõe, é irmã de Zé Siqueira, músico da Banda Mandorová, filha da Regina e do Zezo e tia do João.
Sua canção Tremor ( uma parceria com Silo Sotil) é tema do longa metragem "Profana", de João Rocha, sobrinho do meu parente distante Glauber Rocha, que será lançado nacionalmente em 2007.
Minha parceira musical, minha amiga do peito que já já vai gravar seu primeiro cd, para nossa delícia e felicidade.
Eu, ela e Taïs ainda faremos um show juntas e será um sucesso de público e crítica.

Fizemos esta entrevista por MSN que foi completamente cortada, colada, censurada e tolhida, pela própria Fernanda Dias.
Não se enganem com esta entrevista.
Ela é da pá virada!!!


Como é que você se definiria?
Eu pessoa? Eu cantora? Eu mulher? Eu o quê?

Como pessoa.
A primeira coisa que vem na cabeça é "amiga". Talvez pelo valor que a amizade tem pra mim. Eu sempre busquei estar/ser o mais próximo do que eu acredito. Sou cabeça dura, dispersa e feliz.

E como cantora?
Coméquié a cantora Fernanda Dias?
É difícil a gente se definir quando já ouvimos tantas definições sobre nos mesmos, as coisas acabam se misturando a minha percepção sobre mim e a dos outros sobre mim. Mas eu diria que tenho o meu estilo de cantar, o rouco, que mesmo com toda a controvérsia, afirmo, nem todo derivado do cigarro. E sempre com muita verdade, estou ali de verdade, quando canto.me dá prazer até quando é triste.

Isso é um fato porque eu já vi. É a mais pura verdade.
Você tem quais influências musicais?
De Elis a Bilie Holiday, de Sheryl Crow a Zelia Duncan, de Joni Mitchell a Adriana Calcanhotto, de Beatles a Los Hermanos, de João Gilberto a Chet Baker.
Algo por aí.

Como foi que você começou a ser ver como artista? Sempre se viu ou teve que ter ajuda para se tocar que tinha talento?
Minha mãe me conta que uma vez, eu devia ter uns 6 anos,fomos a um shopping e eu disse: como será que eu vou andar pelo shopping quando for famosa? (risos). Eu não lembro, mas ela me contou isso outro dia.
Acho esquisito, mesmo porque não é assim q vejo o sucesso nessa nossa área, mas vivemos música dentro de casa desde que nasci, sempre foi uma coisa muito grande dentro de mim, mas objetivamente, eu comecei a fazer aula de violão com 11 anos. Adorava, cantava aos berros em casa e na aula, nem abria a boca.. Timidez absoluta! Aí de cantar pros amigos e pra família, comecei a ganhar confiança...porque eles sempre elogiavam muito e a timidez resolveu dar espaço pra uma vontade louca de cantar que só fazia crescer e por aí foi! Estudei um pouco de canto e já fui pros bares de Campinas com meu irmão, eu tinha 16 anos quando toquei a primeira vez na noite.

Aproveitando o gancho, me diga a sua definição de sucesso.
Acho que é poder sobreviver e viver da sua arte. É ouvir sua música cantada por boca de outro (s) e ver nesse outro um brilho no olho, diferente, que você fez brotar...

Fiz a mesma pergunta para a Taïs.
Você daria para o Chico Buarque?
Agora!

E quem mais?
Vixe....tá com tempo?

Sim
Não me comprometa, Tatiana!

Diga três. Só três!

( censurado)
(censurado)
( censurado)

Não seja tímida!
Ah, Juliana.....de verdade, não me comprometa!
Mas, vamos lá. Daria pro Moska, pro Djavan, pro Steven Tyler.

( explicação : Fernanda também me chama de Juliana Rosa, porque o porteiro da casa dela não entendia meu nome e inventou esse)

E daria em tom maior ou em tom menor?
Que difícil! Boa pergunta!
Acho que menor, porque ****** *****!

( depois de um breve momento)
Não escreve isso não!

Deixa , deixa!
( tive que censurar – bosta)

( Uma das preocupações de Fernanda era que a mãe lesse essa entrevista. Bem, já que não podemos com eles, juntemo-nos a eles.
Meti a mãe na entrevista também para ver o que ela diz da sua filha e pra ver se Fernanda é honesta nas respostas.
Apresento-lhes Regina, a mãe da Fernanda)

Quero saber como ela era quando criança. Era exibidinha?
Exibida não. Muito tímida, mas muito sapeca e com uma personalidade...rs

E quando ela começou a apresentar essas carcteristicas artísticas você apoiou?
Sempre teve apoio meu e do pai. Afinal sou uma amante da música, né?

Quando ela pintou o cabelo de azul deu vontade de bater, de pintar também ou de esconder a Fernanda no armário?
Não gostei da cor, mas não fiquei brava porque sei que ela é determinada em tudo que faz. Me acostumei com isso desde sua infância.

Se pintasse de rosa choque você gostaria? Azul é mesmo meio tristinho!!
Mas era um azul muito vivo, como ela!!
Não gosto de rosa e adoro o azul mas, quanto ao cabelo acho que não faria diferença. Verde, amarelo, vermelho, não gosto muito.

Se ela fizer aquele sucessão, daqueles imensos, você acompanha?
Claro! Se for o que ela quer, dou o maior apoio.
Sempre acompanhei meus filhos em tudo o que faze, e você sabe disso.
Sou a maior fã dos dois. Corujíssima!!

( Acabam de conhecer a queridíssima Regina Dias que, além de mãe coruja é uma amiga maravilhosa)

Como é a tua relação com o processo criativo. Você sofre?
Não sofro, mas também não exijo muito de mim. Acho que as coisas nascem como e quando tem que nascer. Adoro criar em parceria as letras e a música tomam rumos não esperados por mim. E quando escrevo sozinha, é um momento quase de exorcismo, normalmente escrevo sobre pessoas ou situações q estou vivendo no momento e que só são resolvidas depois de se transformarem em canções.

Você percebe alguma diferença entre seus parceiros? Com algum as canções saem de um jeito que você nunca imaginaria?
Sim, sem dúvida! Cada pessoa tem seu jeito de dizer as coisas. Adoro isso,.a particularidade, a singularidade de cada um.
Mas todos os envolvidos numa canção precisam entrar na mesma onda, mais ou menos aquilo de "mente comunal". A gente joga pro ar, no ar as coisas se encontram, e no final não sabemos quem disse o que....isso me encanta

Como é ser uma mulher bonita que ainda por cima canta e compõe? Você usa isso para seduzir?
Eu uso tudo o que tenho de força pra seduzir. Só o fato de estar ali cantando sobre ou para alguém, já seduz, não é preciso ter beleza. Se há, melhor ainda.,às vezes faço isso conscientemente, às vezes, seduzo sem querer, outras, tento, tento e não consigo,nem cantando no ouvido, nem olhando no olho....rs.....

Dá vontade de matar um cabra desses. Mas tudo bem, faz parte da vida isso.

Eu sei que teu cd está sendo preparado. O que você espera que ele cause?
Em mim, a sensação de concretizar um trabalho de amor e dedicação. Nos outros, aquele brilho nos olhos que comentei antes.

Qual o teu maior medo em relação à música?
É de ser mais uma, de não conseguir deixar a minha marca.

Você acha isso possível?
Espero realmente que não, pela receptividade do meu trabalho até agora., e pelo que ouço das pessoas que me ouvem mas é um medo presente.

Tua voz tem um timbre muito peculiar
Já ouviu comparações?
Assim, direta, não. Ouvi uma vez que sou "Vanessa da Mata encontra Elza Soares". Morri de rir! E de orgulho, claro! Mas, as pessoas normalmente dizem o contrario, que eu tenho a minha peculiaridade mesmo.

Cantar te dá tesão?
( Regina, eu estou falando metaforicamnete, tá?)
Sim. Ainda mais se tem alguem que eu deseje assistindo

Censurado

Se não fosse cantora, faria o que?
Acho que seguiria na carreira de produção, que eu adoro.

Um medo verdadeiro
Perder as pessoas que amo

Um medo falso
De subir ao palco pra cantar

O que um homem precisa ter para chamar a tua atenção?
Alma feminina evidente

Meio viadinho?
Gosto também, mas não foi o que eu quis dizer.

Quando você morou na Espanha, o que ouviu lá que foi novo e surpreendente?
De música?

Sim
Bebe e Buika. Duas cantoras incríveis e bem diferentes entre si.

Música para fazer amor
Um bom trip hop, portishead, por exemplo. Eletrônico.

Que porra é essa?
É um som muuuuuito bom, mas muito bom e com aquela tristeza que eu adoro.

Você tem inveja de quê?
Da beleza da Jolie.

É uma vaca mesmo.

E o Brad Pitt?
Censurado
Censurado
Censurado

( Regina, tenho certeza que você concordaria conosco sobre o tema Brad Pitt)

Cafuné ou massagem nos pés?
Cafuné.

Pegada forte ou alisadinha?
Pegada forte.

O que você gostaria de dizer aos nossos poucos, mas fiéis leitores?
Continuem lendo o blog da Tatiana, mas não acreditem em tudo o que ela fala!

(gargalhadas )
Nem em tudo que VOCÊ fala!!!!!!!!
Acha que menti?

Não. Omitiu, na verdade.
Ai, que horror.

Cínica que dói.
Nem tudo precisa ser dito.

Eu sei, eu sei.
Mas quando não se diz é pior porque a gente imagina cada barbaridade!
Né, Regina?

28 comentários:

Charles Carlitos disse...

Não sei se ela canta bem, pois nunca tive o prazer de ouví-la. Mas ela encanta muito bem!!!

Tatiana disse...

há 2 links de músicas para ouvir.
Ouça!

nando freitas disse...

show de bola esta entrevista. aliás, todas as que até agora se deram. menos a do gato, que não sou fã de gato, além de algumas diferenças de opinião. mas estão de parabéns, entrevistadora e entrevistadas. ainda sai um livro disso!

Morcês disse...

Típico dessa pisciana.
Se revelar nas ambiguidades.
Bjos (para as duas)

Vivien disse...

vc poderia lançar as entrevistas em duas versões : "com censura" e "chutando o pau da barraca"....rs
bj.

Vivien disse...

vc poderia lançar as entrevistas em duas versões : "com censura" e "chutando o pau da barraca"....rs
bj.

Anônimo disse...

Minha dindinha linda. A Fê é tudo! Louca, sedutora, engraçadíssima. Essa pequena-grande mulher ainda vai muito longe. beijos, queridas!

Dine disse...

saudades das duas!!! beijo,beijo

Taïs Reganelli disse...

Essa mulher (que não tem tamanho para tal) é o máximo! Amo muito!

deco adjiman disse...

que delicia... o blog, a entrevista, parabens! é claro, fiquei curioso por tanta censura...um dia cobro da fê, qdo ela me der a honra de ouvi-la ao vivo cantando meus versos. beijo pras duas...deco (fã e parceiro)

Tatiana disse...

eu aceito subirno para mostrar a entrevista completa.
faça a sua proposta.

Nando disse...

tatiana, quem será a próxima? ou o próximo? e quando é que VOCÊ vai ser entrevistada?

Anônimo disse...

Leitores deste blog - AGUARDEM - em breve, vocês lerão uma entrevista com a mulher-múltipla-cantora-bruxa-blogueira-escritora TATIANA ROCHA!
bjos.
M.

Bruno Ribeiro disse...

Tati, republica aquela entrevista que eu fiz contigo, lembra? Aquela chutação de balde!

E o que dizer da Fernanda? Não vejo a hora de ver nossa primeira parceria pronta.

Beijos.

Anônimo disse...

E eu também me chamo Tatiana, sou de Belo Horizonte , Minas e como vc disse num psort aqui d baixo...deve ser mal de Tatiana pq eu me acabo de chorar com tudo que é coisa piegas.
Claro q eu chorei lendo o post do menino que cantava para a mãe, claro q eu choro com TANTAS coisa q vc escreve...claro q eu sorrio em outras tantas, CLARO q eu saio mais leve quando acabo de te ler. Se teu dom para cantar for tão grande quanto o de escrever, o mundo será bem melhor quando todos te conhecerem!
Beijos querida....e obrigada por fazer meu dia alguns minutos mais feliz!

Tatiana disse...

Xará,
Agora quem me fez chorar foi você...
Eta mundo piegas bom da porra!

Mauricio Gato Preto disse...

Ahh, eu tive o prazer de conhecer essa mocinha, nos demos muito bem ( pelo menos de minha parte. Neste feriado nos veremos novamente e certamente haverão histórias pra contar.
Um beijo proceis duas!

Gika disse...

Essa menina qdo abre a boca pra cantar, sai de baixo. Prova que tamanho não é documento meeesmooo.
Só talento.
Nota 10 pra entrevista!
Bjos

Fernanda Dias disse...

adorei....ser entrevistada pela Tatiana....adorei as besteiras que falamos e tb poder falar sério...feliz com os comentários!
é isso aí...vamos fazer som!
beijos a todos

Tatiana disse...

E já estou com mais três entrevistas no gatilho.
Gostei dessa coisa, sabe?

fabiozambroni disse...

Ah Regina, não lê isso não! rsrsrs
ou melhor! Lê! Pq vc foi a responsável e a artista maior por ter feito essa preciosidade!!! Amada demais da conta!!!! TAlentosa demais da conta, perfeita demais da conta!! Tem a forma ainda??????? Como assim????? Bjsssss

Cristiano disse...

bela entrevista, Tati! De "vontadear" nas próximas...

quina vida disse...

legal! gostei de conhecer a fernanda. ela vai estar na sua casa na nossa passagem por aí pra conhecer ao vivo e a cores seus olhos e sua voz?

Luli disse...

Tatiana,parabéns pela entrevista.
A Fernanda é uma grande artista.
E como ela diria...Ô...rs
Tô esperando o CD...

sonekka disse...

Eu quero deppor, eu quero depor!!!Atrasado.
Só conheci duas músicas dela. Foda. Um monumento, um coração desgovernado...
E inclusive...cai a tecla aqui...
tremenda gatinha heim!?

Victor disse...

Tatiana, vê se vc pode me dar um help. Eu baixei o cd da Fernanda na net e ouço ele todo santo dia. Tô louca atrás de maiores informações sobre essa cantora. Vc teria como me dar algum caminho? Algum e-mail? Algum site de gravadora?

Tatiana disse...

Victor,
Fernanda é uma amiga próxima. Me mande um email que eu encaminho para ela.
Um abraço!

Anônimo disse...

E pra mim, Fernanda? Você daria? Diz que sim...