quinta-feira, 30 de julho de 2009

A melhor história da viagem

Silvia acordou cedo, como costume, e estava na cozinha comunitária fazendo chá. Ninguém por lá, aquele silêncio gostoso.
Um cara aparece, dá um lindo sorriso, fala bom dia, Silvia sorri de volta, diz bom dia também e o cara vem chegando.
Bonito. Belos dentes. Queimado de sol.
Vem chegando, mais pertinho...e tasca um beijo na boca, daqueles de filme!
Assim! Do nada!
Silvia leva um susto do cacete, fica de boca aberta, o que facilita ainda mais pro cara!
E vai beijando, e vai pegando, Silvia nervosa, o que que é isso, tira a mão daí, o que tá fazendo?
Resumo da ópera: cara é adepto do amor livre. Ele estava acampado com quatro mulheres, comia as quatro, e não recusava um petisco, uma entrada, uma sobremesa. O estilo dele era essa: chegar chegando. E como o diabo do homem era bonito de doer, a coisa ficava difícil mesmo.
Silvia me conta isso com aquela cara dela, de putamerda!
Eu achei louquíssimo um negócio desse e achei que era uma boa forma de acordar: recebendo um beijaço de um bonitão afetuoso. Tudo tem um lado bom, né?
Estávamos eu e Silvia sentadinhas, esperando o povo se arrumar para sairmos.
Silvia avisa que aquele era o taradão.
Eu olho pra ele e reconhço: é bonito mesmo.
Ele vem todo sedutor, aquela cara de tarado da Chapada, pergunta quem eu sou, Silvia diz e ele se aproxima. Eu, já avisada que ele é meio tarado, tô aqui atenta.
Vejo ele fazendo um biquinho pra me dar um beijo mas percebo que a mira dele aponta pra minha boca, forço a cara pro outro lado, ele vai em direção a minha boca, eu pensando " mas que merda é essa". Consigo desviar do cara e quando ele vai embora depois de trocar umas palavras, meu queixo cai!
Mas que coisa mais maluca!
Um cara que está com quatro mulheres,tenta agarrar uma outra pela manhã, e logo depois ainda queria safadeza com outra que é amiga da anterior!!
Virge cruz, vai ter ânimo assim na casa do chapéu!
Vai ser descarado assim só lá na Chapada mesmo.
Sem falar que deve ser um cara que é absolutamente pintocentrado. Tudo que ele faz é pensando em um trepadinha.
Diagnostiquei que ele é maluco. Um belo maluco, mas ainda desequilibrado.
Amor livre é um bos nome pra sacanagem generalizada.
E tem mulher que topa...

5 comentários:

Lucy Liu disse...

Jesuis, e ninguém pensa em Aids só pra dar pro bonitão???? Afe!

Georgiana disse...

Conheço o tipo! Realmente, são lindos mesmo. To cansada dessa pose de galã. Eles acham que estão abafando de verdade, que são o rei da parada! Sad sad thing! Um desses cruzou meu caminho dia desses, espero não topar mais com esses tipos.

Patricia(Gô) disse...

Poxa Tati , com tanta violencia por ai e vc recusando um beijinho de amor ...de grátis?!...

Tatiana disse...

Laranja madura na beira da estrada, tá bichada, ô zé, ou tem marimbondo no pé!!!

vivien disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk...ah, adorei.