segunda-feira, 23 de março de 2009

Ontem...

Ontem foi muito bom. Assisti o show da minha querida Taïs Reganelli, revi meu parceiro Alexandre Lemos, saí com amigos, ri bastante, conheci pessoas interessantérrimas, dei conselhos no banheiro feminino, tomei algumas e descobri que eu sou uma pessoa má.
Só alguém que carrega a maldade no coração pode fazer as coisas que fiz. E rindo, rindo muito.
Deixa eu explicar.
Tudo começou no sábado, lá no bar que eu toquei com Henrique. Eu estava trabalhando, ou seja, eu me mantenho com uma postura " trabalhística" e posso garantir que eu ponho moral. Não é qualquer malandro que chega chegando. Eu sei ser séria, objetiva e ameaçadora.
Mas não para um cara que estava lá, amigo de Henrique, bêbado que nem um porca e muito, muito afetuoso. No fim da noite, som desmontado, uma mesa enorme cheia de gente que eu não conhecia, exceto Henrique e esse amigo bêbado, eu sento do lado do cara e... pá! O cara mete o mãozão na minha coxa, como se eu fosse namorada dele. Sabe aquela alisada afetuosa e distraída, cheia de intimidade que namorado da na coxa da namorada?
Eu fiquei absolutamente surpresa e eu via que ele estava bêbado, eu via que ele mal percebia o que estava fazendo...mas, carambolas, o cara estava realmente com a mão na minha coxa!
Com muito jeitinho disse a ele:
-Querido, eu acho que você está me apalpando e, definitivamente, não acho que seja legal.
Ele prontamente tira a mão pra dez segundos depois estar passando a mão na minha coxa, outra vez. Eu mudo de cadeira, ele vem atrás. Todos da mesa defendendo o moço, ele é assim mesmo afetuoso e está meio bêbado e eu pensando que ele não devia ficar atentando o demônio que havia em mim.
A madrugada de sábado foi isso. Ele me apalpando, eu mudando de lugar, batendo na mão do rapaz, ele pedindo desculpas, cheirando meu pescoço e dizendo que priprioca cheirava a maconha, me chamando de maconheira desgovernada, alisava mais um pouquinho e eu já cansada desse negócio todo.
Olhei pro rapaz de alto a baixo. É..pode ser..
Falei para ele : quero ver você amanhã, sóbrio, se vai ter coragem de me apalpar desse jeito.
Quem encontro no show da Taïs? Quem estava sóbrio, sério, lúcido e com uma muito conveniente amnésia alcóolica?
Exato. O apalpador tarado!
Ontem quem estava bêbada era eu. Ontem eu era a caçadora e o taradão apalpador das coxas alheias era o meu cabritinho montês. Ontem eu cheguei no cara, parei a um dedo do nariz dele, olhei bem no fundo do olho dele e ele...amarelou, tremeu, se encolheu todinho no canto da parede.
Um dia me esfrega as carnes sem minha autorização, no outro foge de mim como diabo da cruz.
Resumo da ópera: passei a noite toda apresentando ele como o cara que na noite anterior, bêbado, me apalpou as coxas e agora, sóbrio, estava fugindo de mim porque eu dava medo nele.
Cada um que ouvia essa história, dava um comentário, uma opinião, uma gargalhada. Eu, absolutamente bêbada com meus três chopps, fiz da noite do rapaz um inferno completo. Não larguei o coitado sozinho nem um minuto e quem vinha me chamar eu dizia que não podia porque estava xavecando o moço e o moço estava muito, muito resistente ao meu xaveco, afinal, ele tinha medo de mim e agora eu queria concluir o começado e que ele desse os pulos dele, superasse seus medos e sei lá o que porque ele não tinha nada que vir me atentar!!
E assim passei a noite, uma maldade escrachada e me diverti muito, muito mesmo.
Sou ou não sou uma pessoa má?

14 comentários:

Marina F. disse...

hahahahaah....ótima! olha, te vi no findi mas nem deu pra prosear direito....ah, vc falou que eu tô pálida, então....vamos acampar no feriado e tomar muito sol?
beijo mulé.

Mariane disse...

Tati, passei aqui pra dizer - não poderia deixar de fazer isso - que você é infinitamente mais linda e iluminada pessoalmente! Pena que nos vimos rápido, mas conversaremos melhor! Sorte e muito sucesso pra ti...beijão.

Carô disse...

Sim, você é má. :-P

Tatiana disse...

Marina!
Vamos!

Tatiana disse...

Mariane
ostei muito te, finalmente , te conhecer.
Certamente nos veremos mais vezes!!!!
Beijos

Tatiana disse...

Carô
Você não vale.

Rafael Torinho disse...

Cruéla!!!!

Tatiana disse...

Rafael
Nem você vale.

claudia lyra disse...

Huahuahauahua... é um arregão, vou te dizer!!!

Georgiana disse...

Adoraria ser má como você!

Tatiana disse...

Cláudia,
Você é que é má!
hahahaha

Tatiana disse...

Georgiana
Sei não...não é muito fácil ser ...má!

figbatera disse...

Pois eu não achei que vc fez nenhuma maldade; o tal cara é que é um grande "babaca"...

Tatiana disse...

Pode até ser....mas ele tem mãos ótimas! hahahahhahahahah