sábado, 23 de fevereiro de 2008

O sábado amanheceu cinzento. Detesto sábados cinzentos. Por causa disse resolvi escrever sobre as coisas que eu realmente não gosto. Uma listinha das abomináveis situações que me deixam ou irritada, ou triste ou simplesmente de saco cheio.

1- Sábados cinzentos.
Repeti isso, eu sei, mas é que eu tenho tanta roupa pra lavar e eu estava contando com a meleca do sol.

2- Ver barraco de casal em local público.
Sempre me dá vontade de me meter, dar meus pitacos e, naturalmente, eu nunca posso. Fico com vergonha por eles e frustadérria porque não posso participar.

3-Homem que coça o saco em público.
Penso com meus botões: ou o pinto tá podre ou o cara tem chato. Fico atenta para não deixar o " sacudo" apertar a minha mão.

4- Mulher de voz aguda.
Quando uma mulher desata a falar alto e tem aquela vozinha aguda eu sinto vontade de pedir " por gentileza, dá pra gritar mais baixo?". Voz aguda é irritante. Imagino ela trepando e berrando " que rico! que rico!". Deus me livre.

5-Ouvir homem contar vantagem das aventuras sexuais dele.
Repugnante. E o pior é que eu nunca acredito. Aquela história do cão que ladra e não morde.

6- Choramingos e reclamação.
Puta merda! Eu já tenho as minhas mazelas para cuidar. Tenho que segurar as minhas pontas e só Deus sabe como eu faço isso. Aí vem um filho da puta e joga no meu ouvido a merda . Me sinto um penico. Dá seus pulos, meu filho, se vira. Faz terapia, paga alguém pra ouvir suas lamentaçãos mas me poupe disso porque pessimismo é uma coisa absolutamente inútil e é contagiante.

7- Bêbados em geral.
Detesto todos os tipos. Especialmente aqueles que grudam, que amam, que choram , que pedem música, que querem bater, que querem brigar, que querem morrer, que querem viver. Enfim, todos.

8- Pequinês.
Ainda bem que está em extinção.
Eita bicho feio do cacete. E o dono sempre tem aquela cara de cu mal lavado. Igual ao cachorro.

9- Passar roupa.
Deus há de abençoar a inspiração de alguém que vai inventar uma máquina de passar roupa. Quando isso acontecer eu viro devota dele e acendo vela para sua alma toda semana.

10- Gente que corre atrás de quem não quer mais.
Sabe aquele povo que levou um pé na bunda e fica correndo atrás?
Pois é. Acho ultrajante, acho vergonhoso, me dá vontade de dar na cara. Mantenha a elegância, seja forte, se foda em casa, coma uma fronha inteirinha e arrote fios de algodão, mas fique na sua. Nada mais humilhante que isso. E não me conte! Não me conte as suas humilhações que eu quero morrer de vergonha. De você.

11- Quiabo.
Para mim, quiabo é comida vomitada.
Não adianta dizer que não é. Para mim é.

12- Detesto, mas detesto mesmo quando se tem horário para fazer uma coisa muito da trabalhosa, uma coisa que faz a gente suar, cansar, mas é uma coisa que tem que fazer mesmo. Não tem jeito. Aí a gente vai acordar uma criatura que tem que levantar e que tem um monte de gente esperando e a criatura não acorda de jeito nenhum. E a gente tá aqui, acordadérrima, mesmo depois de ir dormir quase as três da manhã e acordar as oito porque, afinal, compromisso é compromisso, e um filho de uma égua fica na cama e não acorda nunca. A gente faz café, escreve no blog e a criatura roncando. Eu penso em jogar água fria, penso em colocar, aos berros, Ana Carolina ( ninguém aguenta isso e fica dormindo), abrir a porta do quarto e deixar meus cachorros fedorentos deitarem no colchão, lamberem a cara. Penso nas piores atrocidades e a criatura ainda dorme.
Isso eu detesto mesmo. Especialmente porque em um sábado cinzento ! Eu é que queria estar dormindo nesta merda e tô aqui tentando acordar um porra desses!!!
Detesto!

5 comentários:

Bruno Ribeiro disse...

A solução para sábados cinzentos é: vamos beber. Tou indo dentro de duas horas e meia.

Luciana Farias disse...

Afinal... acordou???? :-)))

Mulé, estou descadeirada, tirei o sábado pra faxinar cantos obscuros de meu apê, SOCOOOOOOOORROOOOOOOO

Tatiana disse...

Pois é, Luciana
O que me espera é muito pior que uma faxina. É uma mudança!!!!!!!!!
Sei que vou ficar descadeirada, desmesada e desarmarizada!

Tatiana disse...

Bruno,
Eu to aqui de Dita e pelo andar da carruagem ficarei assim hoje e amanhã.
Se beber, caio!
Beba por mim.
Beijos

Anônimo disse...

dedada no anus, tira o sono de qualquer um, experimente, vai levantar numa velocidade estonteante