sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

O Fundo de Investimento a Cultura ( FICC) saiu e os dois projetos que eu tinha mandado não foram aprovados. Dois projetos diferentes, diga-se de passagem. Um livro e mais um cd.
Eu já imaginava que isso aconteceria porque no ano passado tinha rolado e se neste mesmo ano rolasse de novo a galera iria dizer que eu tinha subornado alguém ou pago um boquete em toda banca examinadora, ou então, que é um lance de carta marcada, que só as putas velhas conseguem, essas coisas.
E, na verdade, é justo, né? Tem tanta gente aqui em Campinas fazendo coisa legal, gente nova, gente das antigas.
Mas eu não em conformo com algumas pessoas que eu conheço e que são ducaraleo que não entraram. Não entendo essa coisa. Não entendo a lógica desta coisa toda. MAs não vou ficar aqui falando isso. Você meu amigo e você, minha amiga que não conseguiram, arregassem a manga e façam por si só. É um som acima da média que não pode ficar na gaveta.
Eu já fiz um monte de coisa sem apoio de Prefeitura. Meu cd adulto, esse que lancei em 2006, foi gravado ao vivo porque eu não tinha dinheiro para pagar horas e mais horas de estúdio. Fiz um vale cd para que me ajudasse a pagar a gravina e a mixagem, depois só faltei vender plano de saúde para São Francisco para conseguir dinheiro para mandar prensar. Acabei de pagar o projeto gráfico no fim do ano passado. Ou seja, dá-se um jeito quando se quer fazer alguma coisa mesmo.
Então agora minha cabeça tá pensando no cd novo que vai nascer de alguma forma e no livro.
Sim. Já plantei uma árvore, já tive um filho e já gravei cd. Mas to a fim mesmo de lançar um livro.
O livro terá alguns textos que estão aqui no blog. Farei um apanhado. E existem alguns que são impublicáveis - da leva dos contos de sacanagem - alguns contos fantásticos que são longos para se publicar em um blog. Ou seja, to a fim de publicar um livro com minhas coisas, com as mais variadas formas, dos mais misturados sotaques. Como conseguirei, eu não faço a mínima idéia. Mas que eu farei, isso eu não tenho dúvida. Uma questão de tempo e resistência. O que não é nada para quem nasceu sob o signo de touro. Paciência é meu nome e resistência meu sobre nome.
O novo cd tem a ver com esse novo som que está vindo por aí. Eu e Ugo estamos compondo coisas muito interessantes, tenho algumas canções muito boas que eu só mostro em alguns shows, algumas parcerias bem legais, bem especiais. Ou seja, eu tenho o que mostrar.
Então, to arregaçando as minhas mangas e pensando nessas coisas todas.
Tô que tô.
E isso me deixa bem da animadinha.

5 comentários:

Túlio disse...

Como eu faço pra entrar pra banca examindora?

(ps: vixe! Taurina também?!?!?)

Max disse...

seus sonhos são românticos, legais e possíveis. Para toda grande caminhada basta o primeiro passo. Esteja em movimento, sempre.

Lord Broken Pottery disse...

Tatiana,
Quando o livro estiver pronto você me fala. Talvez eu possa dar uma ajudazinha.
Grande beijo

Nóis disse...

sobre a parte gráfica disso tudo ae... talvez posso dar uma mãozinha também...

Sobre fazer... ficar mais gostoso feito na raça... claro que não precisaria ser feito assim né... mas já que tem que ser!! vamo que vamo!!

até.

Danny Reis disse...

Tati,
Oba!! Eu dou o maior apoio! E garanto que compro o livro - e recomendo! =)
Ah, se precisar de uma mãozinha na revisão, estou às ordens, viu?
Beijos!