domingo, 14 de outubro de 2007

A madrugada fria e escura se estendia por longas horas.
O mesmo braço de sempre em volta de mim.
O mais longo beijo.
A frase mais singela e mais honesta.
Eu também queria - respondo, quase nua, de tão honesta.
Virei as costas com a boca úmida, o coração quente e uma felicidade palpável.
Dei as bençãos cheia de amor.
Meu amor é bom, é forte, é guerreiro e é viajante. Vai a qualquer lugar.
E deixei sobre seus ombros um dos meus guardiões.
Ele deixou comigo seu coração. Tá aqui, enrodilhado no meu peito neste dia cinza, como gatinho pequeno.
Calma, coração, já já nos encaixamos de novo.
Já, já!
E o coração ronrona dentro de mim e também aguarda.

3 comentários:

Negrito disse...

OI Tatiana!!! Adorei esse blog e as músicas!!! Cheguei aqui atraves do eepa, e gostaria de saber se vc poderia me linkar no seu blog... fiz um banner pra vc e coloquei no blog, ficou legal!!!
Espero q vc goste!!! Obrigado pela atençao e bom fim de semana!!!

Vivien Morgato : disse...

Acho que assustei o amor que morava em mim, assustei,chutei,joguei fora. Porque amar sozinha é foda.

Tatiana disse...

Vivien
O amor não se assusta tão fácil.
Nós é que nos assustamos.