segunda-feira, 23 de julho de 2007

As noites são povoadas por outros amores, fugazes e impermanentes, mas ainda assim amores.
Amores vãos, amores perfumados por ervas adormecidas no álcool caseiro que não conseguem se fixar na minha pele, mas perfumam os instantes frios e distantes.
Amores de cores tênues e diáfanas, aquarelas de amor em tinta que se desfaz, mas mesmo assim, me colore as vistas.
Preciso de cor e odores. Preciso da textura entre meus dedos.
Mas preciso de você ainda mais que todas as cores, odores ou texturas.
Preciso de você pra me acompanhar diante do futuro que se aproxima, galopando com nossos sonhos . Preciso de você, ombro a ombro, preciso de você às minhas costas, preciso de você olhando para mim, preciso de você anjo e encosto, onde apoio minhas costas cansadas e descanso sem medo do que vem por trás.
Precisa de mim, também sei. Já ouvi de tua boca e senti em meu coração, tantas vezes. Precisa de mim farol e porto. Precisa de mim chibata e bálsamo. Precisa de mim na mão que arrasta e que apoia. Precisa de mim sendo certeza dentro de todas as incertezas e impermanências.
Sim, não ficaremos longe um do outro. Nunca. Me pediu essa verdade e eu te dou.
Onde estarei, estará comigo.
Onde eu for, irá comigo.
Dentro e fora.
Longe ou perto.
Mas sempre juntos.
Porque esse amor que temos tem cor, cheiro e textura.
E como obra de arte que é , fica pra sempre no tempo e no espaço e a poeira só aumenta o valor e o charme.
Sim, amado meu, agora, mais que nunca entrelaçamos os destinos. Como nossos dedos se entrelaçam, olhos nos olhos e silêncio eloqüente. Está firmado e prometido.
Deixaremos nossas almas juntas e eternas.
Deixaremos nosso amor insano e invulgar perpetuado para sempre.
Está prometido.

10 comentários:

Adriana disse...

Acho lindo isso de vocês dois, viu, Nenê? Acho lindo... :-)
bjks de Nini

Anônimo disse...

Bom te ver apaixonada... fica ainda mais bonito o seu blog!

Anônimo disse...

não é paixão.
é amor...coisa diferente

Anônimo disse...

eu queria é saber quem é o afortunado!

Anônimo disse...

Parece novela, né?
A gente perde uns capítulos e fica doido aqui pra saber o que aconteceu.
Quem é esse?
O que ela tá falando?
O que foi que aconteceu?
Minha vó fica assim vendo novela na televisão.

Gel disse...

Adorei a idéia de um amor insano.
O que seria isso, minha amiga?

Tatiana disse...

Adriana,
eu também acho.

Tatiana disse...

hahahahahahahahhaah
não é intencional.
simplesmente algumas coisas não se escrevem no óbvio.
algumas coisas não se nomeiam.
simplesmente são.

Fátima disse...

coisinha fofa! amar é essencial! bjos da Fátima
ps.: veja meu blog (estou começando) ...e se fosse verdade...

Tatiana disse...

Põe o link, Fátima