segunda-feira, 2 de abril de 2007

Aviso aos navegantes

Em consideração ao meu saquinho que anda frágil e aos leitores que não tomam gardenal, não rasgam dinheiro, nem comem coco, começo a apagar, sem remorso algum, os comentários dos anônimos e anônimas que ficam falando merda aqui.
Esses comentários até que não me incomodam, ao contrário, eu me divirto com ele e acabo tendo muito informação sobre a alma humana. Mas causa um bafon tão grande entre os amigos que vem me visitar aqui, e eu tenho uns amigos que não são flôr que se cheire, ficam comprando as minhas dores, fiquei com receio de prejudicar algum anônimo desses. Sei lá como, mas como esse mundo virtual tá todo mundo interligado com todo mundo, dá para chegar em qualquer um pelos rabos que a gente deixa no vácuo do mundo cibernético. Eu sempre digo: se você consegue me ver aqui, eu também posso te ver aí. E para evitar mais confusão, serei radical.
Pensando no bem comum do ambiente, finérrimo por sinal, então agora é assim:
Falou merda?
Vai pro limbo.
Eu sei que isso terá um preço porque sempre que tem barraco no blog é aquele alvoroço. Eu tenho uma amiga que diz que adora os barracos. Aproveita e põe a raiva da vida pra fora, esculhamba quem tá fazendo zona,xinga, libera os bichos todos.
É o preço, é o preço.
Agora em vez de boteco onde encosta qualquer um (homem broxa, abandonadas em geral, punheteiro maluco da net, mulher ciumenta a procura, mulher com dor de cotovelo, desocupados, desempregadas, chifrudos em geral, bêbados, invejosos, desprezados, viciados em Big Brother, mal-trepados e mal-comidas, loucos e santos) serei um bar de calçada ainda, só que com uma placa assim:
" Por favor, respeito. Você pode olhar, mas só deixa tua marca escrita se tiver culhão de assinar o nome verdadeiro. Fiado só amanhã."
Fechei o estabelecimento e fui lavar o chão do salão.

13 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tatiana disse...

Ahahahahha
foi só um teste!

Vivien disse...

Tati, apoiado. Eu sempre disse que quem não tem peito pra assinar a crítica, tem que calar a boca, enfiar a viola no saco e sair de fininho.Só vou ter saudade de bater um pouco no(a) anônimo(a) porque dava uma aliviada, né?
"tá com saco cheio da vida? soque o anônimo(a) mal amado(a) da tati, é muiiiito bom.";0)

Arnaldo disse...

Tatiana,

Sábia decisão!!!

Tatiana disse...

Sabe o que aocntecia, Arnaldo?
Eu achava que as pessos precisam se expressar, não queria tolhir esta manifestação natural. Mas aí eu vi tanta merda, estava dando espaço pra tanta gente chata que eu resolvi mudar minha opinião.
Quer se expressar?
Faz um blog, ora pois, e solta o verbo!
Quer ser visto?
Bunda de vermelho.
Mas não aqui. Aqui não vai roalr mais porque agora eu me retei e bati a mão no bacão e gritei:
Putada, vai todo mundo pra suas casas que aqui não é seu lugar.
Agora, acabou-se.
E sabia que eu posso pagar sem deixar nenhum vestígio, nem a mínima indicação que alguém passou por aqui?
Eu não sabia disso.
Amei.
Que bom que vocês dois aprovaram.
Diminui a minha culpa por ser uma blogueira tirana.

Bruno Ribeiro disse...

Acho que não vai adiantar muito. O anônimo pode assinar com um pseudônimo. O ideal é moderar os comentários. Mas aí tem que ter paciência demais...

Tatiana disse...

Moderar é fazer como?
Apago aqueles que eu não gosto?
Eu não me incomodo.
Falou merda. Apago.

Marina Franco disse...

Moderação é tudo.
Faça isso!
beijosss.
Marina

Bruno Ribeiro disse...

Não, Tati. Moderar é usar o sistema de "aprovar comentários". Ou seja, sempre que alguém escrever, vc receberá um e-mail com o conteúdo da mensagem. Aí vc aprova ou não a sua publicação no blog. É o mais eficaz afasta-chato que existe. Mas eu não uso porque não tenho saco de ficar entrando toda hora no e-mail para ver se alguém escreveu.

Perla disse...

É, não tenho blog, mas acho q a moderação seria interessante... De qualquer forma foi boa a iniciativa de começar a barrar esse povo q não tem coragem de mostrar a cara. Se não tem um nome, tampouco terá algo de proveitoso a dizer...
Abç,

claudia lyra disse...

Ah, sei lá, Tatiana, moderação dá o maior trabalhão... Acho que só de não poder mais ser um "anônimo" já inibe muita gente chata.

Ronaldo Faria disse...

Meu nome: Ronaldo Faria.
Profissão: Jornalista e fã da Tatiana e de mais mil e um.
Decisão: apóio.
Cuide-se.
Ronaldo Faria

Clélia Riquino disse...

Apóio! Com ou sem moderação.

Clélia