terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Sábios conselhos de mãe

Meu filho mais velho foi fazer matrícula na faculdade de São Carlos. Uma nova vida começa, morando só, repúblicas, dividindo a casa com outras pessoas.
Meus sábios conselhos, de quem já morou em república também:

- Cu de bêbado não tem dono.
Vá ficar de porre! Vá ficar dando molo por aí. Se cuide, moleque. Agora é com você. Só você.

-Quem cozinha não lava a louça.
Começaremos semana que vem as suas aulas de culinária. Um homem que sabe cozinhar, arrasa sempre. E se livra daquela pilha imensa de pratos. Na teoria, pelo menos.

-Quem te cu, tem medo.
Pra se foder, basta ter um buraco. Então boca calada e olho aberto. Olho aberto.

- A namorada do cara que divide a casa com você é feia, gorda, fedorenta e não vale a pena nem olhar. Mas se não tiver jeito mesmo, se for daquelas que agarra o olho, seja discreto, pelo amor de Deus.
Irmã e mãe também entra nessa mesma categoria.

-Doido que é doido mesmo sabe a hora de ser careta, para pode ser doido.
Tudo tem a hora e o lugar. Saber qual é a tal hora e o tal lugar é que faz a diferença.
Não ver perder tempo sendo doido 24 horas.


Tá registrado para a eternidade meus conselhos de mãe.
Isso aí, filhote.
Sei que você vai se dar bem.
Mas escute a mamãe.
Ela sabe das coisas.

6 comentários:

Clélia Riquino disse...

Ele estudará em São Carlos, então? Pensei que fosse em Sampa. Engenharia?

Perla disse...

Sábios conselhos...rs

Gika disse...

Muito bem!!

Conselhos aprovadíssimosssss!!
beijo

Vivien disse...

Agora é aconselhar e soltar no mundo.
Que medo.Tô me preparando desde já. Que medo.;0)

Morena disse...

Faltou dizer que, camisinha é para se usar. Sempre. Se possível na língua, no dedo... e principalmente, no PINTO

Ronaldo Faria disse...

Como foi gostoso ver o sorriso dele, do meu Lucas, todo pintado de vermelho, a sair da sua faculdade na Unicamp. Alegre pela roupa suja, pingando tinta no rosto. Que bom tê-lo feito. Vê-lo, aos 18 anos recém-completos, homem e menino, feliz. Acho que não errei. Talvez eu não seja tão obtuso como me creio ser.
Vida longa aos nossos Lucas.
Beijos pra ti...
Cuidemo-nos...
Ronaldo Faria