segunda-feira, 19 de fevereiro de 2007

Ironia

Uma amiga me disse que precisamos sentir somente duas coisas durante o primeiro beijo:
Ou um frio na barriga ou um calor na piriquita.
Se não rola nem uma coisa nem outra , desista.

Eu não sou muito boa em seguir conselhos, taurinos são teimosos mesmo, fazer o que?
Mas acho tão irônico ter um moço que me liga, no meio da madrugada falando já cheguei, vem me ver. E eu vou! Que me espera em casa enquanto eu vou tocar, em pleno carnaval, me prepara, na madrugada, um lanche especial, quer de todo o jeito entrar em minha vida e minha vida não quer que ele entre. Mesmo eu dizendo que quero um namorado, que quero um parceiro, que tá na hora de aquietar o fogo no rabo e aí, o destino me coloca uma situação dessa e eu não consigo esquentar nem esfriar nada. Tão irônico ter alguém disposto a fazer por você tudo que você quer que alguém faça e simplesmente não funcionar.
E eu fiz o que tinha que fazer. Fui lá, banquei, paguei para ver. Mas, cacete, a gente não manda nos instintos mais primitivos.
Um homem que poderia ser perfeito para a minha vida. Trabalha fora, em esquema de plantão, ou seja, não pega no meu pé, um cara que já casou, separou, tem experiência, sabe ler nas entrelinhas, que me olha dentro do olho e diz: deixe de besteira, moça, não é nada disso. E realmente não é, ele me desmonta quando não acredita no que minha boca diz. Mas sabe ler meu corpo, sabe entender o que eu não digo.
Estou sendo paparicada como há muito tempo não fui.
Estou sendo cortejada por um profissional da corte.
E nada meu gela ou esquenta.
E ele sabe disso porque ele sabe das coisas e mesmo assim, me segura as mãos e diz vem comigo, deixa que eu te leve e eu fico com medo de ir, não por ir segura nas mãos dele, mas por ir sem calor ou frio nenhum. A vida morna me aterroriza mais do que uma vida solitária.
Ironia, ironia total essa.
Nada do que eu digo aqui é supresa para ele porque a minha honestidade beira sempre às raias da indelicadeza. Prefiro assim, como depilação. Arranque tudo de uma vez, me faça sofrer de uma única vez, não me torture lentamente. Então, uso a mesma técnica com quem está ao meu lado. Deve ser doloroso, mas pelo menos, é claro e direto. Posso ser chamada de cruel, mas jamais de dissimulada ou covarde.
Minha cabeça sabe reconhecer um excelente homem quando vê um. Esse seria um bom homem para mim. Saberia me dar colo quando eu precisasse, saberia deitar em meu colo, sem timidez alguma, choraria em meu colo também, sabe trocar chuveiros e matar baratas. Sabe me fazer rir e massagear um pescoço dolorido. Sabe me deixar ir e nunca, jamais, teria ciúme da minha vida porque ele tem a sua própria vida.
Mas, infelizmente, não consegue mudar as minhas temperaturas.
Ele vai embora daqui a pouco e vai levar com ele um fio de esperança que eu tracei lentamente.
Não sei porque estas coisas acontecem assim.
Ou meus pedidos estão indo com interfêrencia ou eu sou uma besta mesmo que dá mais atenção às respostas sensoriais do que à mensagem do bom senso e da lógica.
Mas um coração não tem esta lógica toda. Vai entender um coração de mulher.
Vai entender.
Bem...eu até que entendo.
Uma lei da física diz: dois corpos não ocupam o mesmo espaço.
Eu acho que me fodi de verde e amarelo.

10 comentários:

Morena disse...

Não tente entender. Não tem lógica mesmo. Como entender mulher de malandro... mulher que apanha, e não larga o cafajeste...mulher de marinheiro... e por aí vai.
Curta o frio e o calor.
Bjs

Menina Eva disse...

Nada a ver com o post:

eu não sabia daquilo que você escreveu nos meus comentários.

Muito carinho pra vocês dois, viu? Em dobro pra ela, pelos motivos óbvios.

Se tiver tempo, manda um mail...

Tatiana disse...

Menina Eva,
Pelo jeito, nem eu sabia...
e se sabia esqueci.
oq ue eu te disse?
to curiosíssima..
ahaha
veieira é uma bosta!

Ronaldo Faria disse...

Quem mostra os seus sentimentos sempre se fode...
Cuidemo-nos...
Ronaldo Faria

Vivien disse...

Eu sempre me vi em situações assim e agora, de novo: alguém que é super "meu número" me dando a maior bola.....mas nada, nada.
E eu ainda toda "suspirosa" por outro.
Eita mulherada enrolada...rs

Caldas Maronbão disse...

Vocês precisam é de um canalha. Nada como uma surra de pica e muita cafesgestada para o Abre-re Sézamo no coração feminino.

Tatiana disse...

Caldas,
Lendo um comentário como o teu, eu entendo perfeitamente porque algumas mulheres optam por serem gays.

Caldas Marombão, o fodão do bairrro Peixoto disse...

Dona Tatiana, quantos canalhas vc já viu sendo passados para trás?
Quantos bonzinhos se dão bem?
Bonzinho só se fode.
Mulher gosta é de apanhar (nem que seja no sentido mental, espiritual)
É a natureza maluca de vocês. Não fui eu que fiz.
Todas as mulheres gostam de apanhar?
Pergunta a entrevistadora puta nas saias para o Nelson Rodrigues.
E ele : Não, só normais. As neuróticas não gostam.
Vai entender do coração humano lá no bairro do Peixoto, onde sou o fodão.
Perdão leitores.

Tatiana disse...

Calda,
Tenho dó de você. Alguém deve ter te magoado muito.

Caldas, não calda, Marombão disse...

Dona Tatiana, macho não fica magoado, fica de saco cheio.
Além do que se a senhora está a fim de botar as aranhas prá brigar, vai fundo, mas não põe a culpa em mim.
Perdão, leitores.