terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Estou a um passo de pular do precipício!
Ou eu vôo ou eu morro.
Não sei que tenho asas.
Não sei se tenho chão.

8 comentários:

Clélia Riquino disse...

O quê houve, menina???
Não pule, não...!!!

Clélia Riquino disse...

Você mesma escreveu, num comentário, no blog da Vivien:

Tatiana Rocha disse...
Saber levantar e manter os olhos no farol, mesmo que estejamos no meio do maior vendaval, é o segredo.
olhos no farol, minha amiga.

Tatiana disse...

Clélia,
Foi uma citação a um texto meu do ano pasado.
Eu dizia a seguinte coisa:
"...Tem que gostar de me ver no palco.
Tem que gostar de me ver nua.
Tem que rir de minhas idéias estapafúrdias e não me levar tão a sério.
Tem que suar de vez em quando.
Tem que saber falar eu te amo sem palavras.
Tem que querer pular do precipício de mãos dadas."

Sacou???
HAhahahahah
Bunitinha....

Clélia Riquino disse...

Ah, bom... Fico mais tranqüila, então!

Arnaldo disse...

Pode pular tranquila. Você tem assas. Sabe disso.

Arnaldo disse...

Assas? Que falta me fizeram as aulas de datilografia!

Ronaldo Faria disse...

Você só vai descobrir se tem asas ou chão, voando ou pulando.
Ela (a Maúcha) era um das meninas do coral do Tom Jobim. Fui apaixonado, platonicamente, na PUC do Rio, por ela: a Maúcha Adnet. Ela era do Céu da Boca, um grupo formado na Pró-Arte, do Rio. Vi esse grupo ser formado, fui aos primeiros shows deles no Teatro Ipanema. O Paulo Malaguti, o Paulinho Paulera, era meu colega de infortúnio na PUC-RJ. E regente do Céu da Boca, namorado da Maúcha. Hoje ele é o líder do Arranco de Varsóvia. Um grupo vocal ímpar. Ela, depois da morte do Tom, acabou ficando de vez em Nova York. Casou com um baterista, o Duduka, tem duas filhas e canta em Nova York. Participou de vários doscos de gentede lá. Ela é irmã de um gênio pra mim, o Mário Adnet, de quem tenho tudo, e da Miúza Adnet, uma cantora fantástica, quase lírica. E do Chico Adnet, que era do Céu da Boca. Uma família fantástica. Outra que era uma das meninas do Tom, do coral dele, era a Paula Morelembau. Também integrante do Céu da Boca. Outra do Céu da Boca, de quem também eu tenho tudo, mas não cantou no coral do Tom: Verônica Sabino. Tempo bom. Do Rio. Do Asdrúbal Trouxe o Trombone nos pilotis da PUC, com Luiz Fernando Guimarães e a louca da Regina Casé, além de Perfeito Fortuna. E do Fausto Fawcet, para quem quase votei no último ano de PUC, para o DA de Comunicação, com a sua chapa Delírio, que propunha departamentos de Fumo, Cachaça e Sexo. Tempo bom... Perdeu para uma chapa do iniciante PT, que eu apoiei... Poderia ter ganho, o Fausto. E evitaria uma decepção no futuro. Beijos.
E a Maúcha, eu diria, é uma Tatiana Rocha de Nova York. Cuide-se.
Ronaldo Faria

Morena disse...

Pule querida mas, por precaução, leve um para-quedas básico.
Bjs