domingo, 21 de maio de 2006

Os meus bichos são velhos, fedorentos, vira-latas, bafentos mas são minha família também.
Quando eu estava no dia do tsunami interior, chorando por qualquer coisa, eu sentei no chão da minha varandinha, escorregando pela parede, aquele choro que balança os ombros. Todos os bichos vieram ficar do meu lado.
Cacau, a matriarca, sentou do meu lado e encostou seu ombro no meu e simplesmente ficou ali. Ela estava me consolando.
Tila, bem mais nova, meio criançona, não entendia porque eu chovarava tanto e seus olhos pareciam dizer :
_ o que que foi? o que está acontecendo? ai, meu deus, diga pra mim, algume me explique, ai eu não sei então segure a minha mão, isso segure a minha mão, ai meu deus do céus...
Mancha, o macho da casa, não sabia o que fazer e ficava andando em minha frente, sentava, levantava, me cheirava o rosto, gemia, cavava.
O gatinho Hermeto descobriu que lágrima é muito saboroso. Eu eu chorar que elepulava no meu pescoço e queiria porque queria lamber as lágrimas. Eu ficava com um medinho que ele me comesse o olho, é verdade, mas acehi bunitinho. Parecia carinho de gato.
Miró, o gato adulto da casa, nem me viu assim porque só quer saber de sexo e gataiagem.
Mas com aquela história da cachorrinha de meu amigo mexeu comigo.
Tô dengando os cachorros.
Podem subir na cama, deitar no tapete que eu coloquei do lado do fogão, afinal, tá tudo tão frio lá fora. O gato dorme no meu pescoço (tem síndrome de papagaio) e ronrona a gradecido.
Com essa bicharada toda eu me sinto menos só e mais acolhida.
Só posso agradecer a eles.

4 comentários:

Gika disse...

Muitas vezes eu preiro os bichos tb Tati. O bicho homem é muito complicado...
Beijos!

Márcia Nestardo disse...

Logo vou aí também, miar na tua porta, fazer cafuné nos pés e ronronar te ouvindo cantar.
Cuide destes amores.
Cuide-se também.

Beijão.

A Fênix disse...

Tatiana:
Desculpe a intromissão,mas vendo seu blog entendi que não sou só eu que penso desse jeito...obrigada por existir!!!rsrsrsrs
abraço

Ronaldo Faria disse...

É bom ver que a tua fauna está te fazendo bem. Como diz o meu filho mais novo: o mundo seria ótimo se só existem "animais".
E pare de chorar!
Ronaldo