quarta-feira, 5 de abril de 2006

Quando eu digo que quando abrem as catacumbas de minha alma a coisa fica feia, ninguém acredita.
Esse meu bom humor constante, minha lua em libra que faz tudo pelo social engana muita gente. Por isso que tenho que meditar, fazer yoga, ficar zen.
Melhor deixar essas portas fechadas, passar um cadeado duplo e jogar a chave no rio.
Mas, mesmo assim, ainda dá pra ver os dedinhos magricelos e amendrontadores aparecendo por debaixo da porta e as suas batidas retumbam dentro do meu cérebro como tambor de guerra.

3 comentários:

Vivien disse...

Se a gente foi ver pelo viés da psicanálise...acho que seria melhor enfrentar todos os monstros....mas ´que é f*** é....muitas vezes é melhor passar o cadeado!
(Recebi a letra, brigadim!
To com saudades de te ver cantando.
Vi vc no album da Carô no orkut, no tempo que eu ia no Ilustrada pra ver vcs!!!) beijos.

Ronaldo Faria disse...

MUITA CALMA NESTA HORA!
CUIDE-SE!
Ronaldo Faria

Dora W disse...

humm.. profundo.. "catacumbas"..