segunda-feira, 26 de setembro de 2005

CHICO BUARQUE É O CARA!!

Estou fazendo um novo show. Um homem e uma mulher cantando suas questões.
A dificuldade é não colocar SÓ Chico Buarque.
Por que será que esse homem consegue dizer tantas coisas?
Que diabos ele tomou na infânica pra ficar assim?

Queria tomar uma cerveja e comer torresmos com o Chico em algum boteco de bairro. Ficaria piscando plácidamente pra ele. Ficaria calada, uma raridade. Aquele silêncio cheio de música. Ele diria que eu sou charmosamente misteriosa. Ele ficaria louco por mim. E eu fingiria um certo ar blazé. Ele perguntaria sobre uma marquinha na ponta do meu nariz. Eu diria que retirei a prova da minha bruxice, uma verruga. Ele acharia muito engraçado eu ser uma bruxa mutilada e cantaria OH PEDAÇO DE MIM. Eu piscaria ainda mais rápido e murmuraria FOLHETIM, mas ele não ouviria porque ônibus ocultaria minha voz. Ele cantaria CONSTRUÇÂO e eu riria das suas proparoxítonas. Falaria para ele: suas proparoxítonas são mágicas, místicas, múltiplas e ele me acharia divertidíssima em matéria de proparoxítonas. Aí ele cantaria CAMBAIO e eu diria que ele poderia ter feito esta música pra mim. E ele diria que não foi, mas podia ter sido. Eu piscaria histericamente e ele me perguntaria se tinha caído um cisco em meu doce olhar. Eu diria que não mas pediria a ele que ele olhasse de perto, vai ver caiu e eu me distraí e nem percebi. Ele chegaria mais perto e cantaríamos SEM FANTASIA.
Aí eu pediria ele em casamento e mandaria aquela moça pro espaço e viveríamos fazendo músicas, tomando cerveja. Eu piscaria para ele eternamente tendo assim as pálpebras mais fortes do universo.

Ele nunca fez música chamada TATIANA.
Aliás, ninguém fez.
Tem Carolina, Bárbara, Ana, Beatriz, Madalena, Joana, Maria, Cecília, Gabriela...mas TATIANA, que é um nome muito legal, ninguém nunca fez. Taí a oportunidade pro Chico.
Casar comigo e fazer uma música pra mim...
Bobo, nem sabe o que está perdendo...

Uma amiga é tão fã do Chico que disse pro namorado:
- Se eu encontrar o Chico agarro ele e dou um beijo na boca.
O namorado respondeu:
- Eu também! Eu também!!

2 comentários:

Rosane Maria Schlichting disse...

Pois é mas pra sua talves surpresa Chico nunca escreveu nada, as letras são compradas....quanto sonhos jogados fora :p

Anônimo disse...

Pois é mas pra sua talves surpresa Chico nunca escreveu nada, as letras são compradas....quanto sonhos jogados fora :p