terça-feira, 2 de dezembro de 2008

eu vou, eu vou, eu vou

Acordei animadérrima.
Já calculei custos, quilômetros percorridos, tempo...
Tá tudo na minha cabeça já.
Saio de Campinas, sigo em direção a BH, atravesso Minas, entro na Bahia, nem entro em Salvador e vou direto pra Subaúma.
Acho que em dois dias eu consigo se eu sair cedo e dirigir o máximo de tempo que eu puder.
Com o motor novo do uno mille que faz 21 quilômetros por litro de gasolina a viagem fica muito, muito econômica. O carro é novo, ou seja, a mecânica do automóvel está super em ordem. Pneu novo, freios novos, tudo novo. Seguro do carro em ordem, documento do carro em ordem. A única coisa fora da ordem sou eu mesmo já que minha carteira de motorista não vai sair mesmo neste ano. O que não tem jeito, ajeitado está! Mas a vantagem de ter filho com quase 20 anos é que ele já pode dirigir e a trupe que vai viajar comigo tem mais um adulto com autorização para pegar o volante.
Essa questão eu já resolvi.
O carro está com som com entrada para USB. O mp3 já está com seus 4 giga socados de música. Resolvido a questão da música. A merda será a molecada querendo ouvir as suas músicas. Mas como eu sou a " mãe", a mais velha e assumidamente tirana em matéria de música, não haverá negociação sobre esse quesito. Música ruim não toca. Cada um que leve seu fone de ouvido e ouça as suas merda baixo. Menos eu, é claro, que posso ouvir as minhas merdas de mpb em alto e bom som.
Nunca disse que sou democrática em matéria de música. Se houver motim, eu tô frita. Mas ainda tenho poder de fogo em matéria de autoridade. Nada que três gritos bem dados não resolvam.
São 2002 quilômetros daqui até Subama, duzentos quilometrozinhos a mais do que ir para Salvador, como fiz ano passado. Só que o carro que vou este ano é muito mais econômico do que o que fui ano passado, o que reduzira meus custos enormemente. Devo gastar em torno de R$250 reais levando em consideração as flutuações do preço da gasolina. Ou um pouco mais ou um pouco menos. Isso rateado dá um quase nada pra cada um.Não tenho gastos de hospedagem nem em Subaúma, nem em Salvador. Vou estender a viagem até Mangue Seco, já no estado de Sergipe. Tenho a barraca hiper mega massa que cabe três pessoas. Com a outra barraca que vamos levar também dá a trope inteira mais meu povo de lá. Acamparemos e isso custa muito pouco.
Já que vamos em espírito circense, ainda dá pra ganhar uma graninha com o filhote jogando malabares nos sinais. Só de imaginar essa idéia, me dá vontade de rir.
Minha queridíssima irmã, aquela que mudou o nome para Estrela do Mar, está na maior pilha pra eu levar aparelhagem de som e sair montando show por aí, vendendo cd, fazendo bagunça. Eu já acho que não terei espaço no porta-malas para tanta tralha, mas o violão eu levo e alguns cd's para vender ou dar de presente eu levarei.
Se me der a louca, subo pra Recife e vou visitar a parentada que mora lá. Sem falar do meu parceiro Gil que também seria uma delícia encontrar.
Aí tem Salvador. Ai, Salvador, minha mãe-de-leite, minha preta velha amada! Que saudade de Salvador!
Nem sei o que farei em Salvador. Vou ficar louca em Salvador.
Acordei animadérrima.
Adoro novos rumos.
Adoro viagem.
Adoro adorar essas coisas.

6 comentários:

Anônimo disse...

Animada messssssssmo , heim? Já to imaginando a farra que será essa viagem , praticamente inesquecivellll... .Agora , du vi de o dó , que só vai rolar seu MP3 , hahahahah duvidooooo.
bjo....

Georgiana disse...

Bom, hein??? Não passa pelo centro-oeste, né? Bom, se tiver no caminho dá um toque, blz? Nossa, essa viagem vai dar o que falar. Meu complexo de Lorde não me deixa tocar uma viagem assim.
bjo

Tatiana disse...

Paso nã..vou direto por minas...
o que é um complexo de lord?

Georgiana disse...

Gente que é fresca. No meu caso, agora, tá leve. Nos casos mais graves, o indíviduo se acha bom demais para colocar a mão na massa em qualquer coisa. Digamos que, em música, é aquele cara que tem o dom mas diz assim: ah, mas, tem que ter uma orquestra sinfônica senão não presta! Tudo bem, um dia, eu vou para Campinas te ver!!! Ah, sim, eu posso ficar na casa do cachorro, tá?

Lucas disse...

eita preula
nem minha documentação tá em ordem!

Tatiana disse...

Não se preocupe, filho. Qualquer coisa a gente pôe o Mathues pra dirigir!
hahahhahaha