sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Eu sou tia avó!

Nasceu Mateus, filho do meu sobrinho, e assim eu entrei pro seleto grupo das tias avós!
Não é de fuder um negócio desse?
Eu, tia avó?
O que me consola é saber que minha irmã mais nova é a avó. A minha irmã Estrela do Mar ( até hoje rio com essa mudança de nome ) já é avó.
Eu fiz uma grande campanha pro garoto se chamar Cavalo Marinho mas ninguém me deu bola. Povo sem senso de humor.
Eu me lembro o dia que Luan, meu sobrinho nasceu. Era um final de semana e estava dando um rolê de moto com um namoradinho da época. Passei em casa pra pegar uma muda de roupa e a empregada me avisa que Luciana ( atual Estrela do Mar) tinha entrado em trabalho de parto e voamos para a clínica a tempo de eu ver nascer debaixo dágua esse meu sobrinho.
Com o passar dos anos ele se mostrou uma criatura absolutamente zen, uma natureza calma e doce. Aos três anos já meditava sozinho, sem ninguém ensinar.
Hoje, aos vinte e um anos, ele é pai e eu me emociono com isso.
Mateus tem o mesmo nome de meu filho caçula e é muito bem vindo.
Vou conhece-lo no fim do ano quando eu for para a Bahia visitar a parentada e já vou começar a murmurar em seu ouvido:
-Quando crescer muda o nome pra Cavalo Marinho e sai viajando com sua avó, Estrela do Mar. Você vai se divertir muito. Garanto. Palavra de honra de sua tia-avó aqui.

Eu acho que vou mudar meu nome também...
Água Viva?
Arraia da Manhã?
Brisa da MAdrugada?
Coruja Errante?
Cigarra Rouca?

Bem...não sei ainda.
Só sei que eu sou tia avó!

4 comentários:

Ju Hilal disse...

Ô Rocha, muda para Priprioca.
Hahahahahaahaha
Beijão

Ninita disse...

tem que ser COISA RARA ou AMETISTA que por fora é uma ROCHA e qdo abre por dentro é aquela coisa linda de se ver.
beijo grande vc é especial.
Ninita

Georgiana disse...

Ainda não cheguei nesse patamar, assusta de pensar que o filho vai crescer e... eu vou ser avó! Já pensou? Eu pensava que tipo de mãe eu ia ser. Agora, fico imaginando que tipo de vó eu serei. ai ai ai... Obrigada pelo link para o blog da Juliana!

Claudia Lyra disse...

Provavelmente serei avó antes de ser tia-avó e, olha como sou besta, estou ansiosa por isso. Ai, ai...