quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Depois da tempestade..vem mais tempestade!

Juliana ( que escreveu um texto fudido de lindo aqui) tirou mais de quinhentas fotos desse dia. É o dedo mais rápido do oeste quando se falaem máquina digital. Umas absolutamente líricas, lindas, pungentes, felizes, tocantes.
Escolhi essas porque achei " suaves".
Obrigada, minha amiga.
Veja só que coisa boa é esse negócio de blog. Conheci ela através da outra Juliana que me mandou um email, foi me ver tocar, levou a amiga e agora estamos todas unidinhas. Massa isso.
Fico orgulhosa delas.
Amigo novo é como o momento de abrir o presente surpresa. às vezes dá a maior merda, mas tem vezes que é realmente um presente!
Brigadão, querida!
V

Ontem saí resolvida a dar um jeito em mim. Essa montanha russa emocional cobra seu preço e eu ando cansada. Emocionalmente cansada. Meu corpo é forte como uma rocha bruta mas eu sei que um dia ele pifa se eu não cuidar de mim.

Me matriculei, de impulso, em um estituto de Yoga e na mesma hora fiz a primeira aula.
Um povo simpático, uma energia limpa. Muito bom.
Nem sei como eu fui parar em um ritual muito bonito. Todo mundo sentado em círculo no chão, homens alternados de mulheres. Do meu lado um rapazinho que não devia ter mais de catorze anos e foi ele que me explicou o que estava acontecendo ali, já que cvaí de para-quedas. Mantras e respiração. Visualização. Força do amor. Uma comilança deliciosa e eu não me lembro de ter comido um arroz com lentilha tão apimentado nem tão delicioso. Aliás, sugiro à todos. Lentilha com arroz ( bem apimentado) com rocambole de goiaba e torta de chocolate. Pode parecer estranho, mas é muito bom!!
Me senti uma grávida com essa mistura exótica!
Adorei.

Voltei pra casa leve e serena e decidida a ir à praia este fim de semana. Liguei aqui, acertei tudo, afinal, eu mereço uma folga, né?
Tô na labuta durante a semana toda, sábados, domingos, manhãs, tardes e noites. Pra que isso tudo se eu não posso parar e usufruir do doce prêmio que é o ócio?
Bati o martelo, decidi dar um trato na depilação pranão assutar o povo e ... o tempo mudou. A porra do tempo mudou! Nuvens pretas e pesadas, trovoadas no meu ouvido.
Poxa, paizinho, assim fica difícil eu ir pra praia, né?
A consulta ao meteorologista confirma meus medos: chuva este fim de semana inteiro.
Sacanagem das boas comigo, viu, Santa Clara.
Sua chata.
Branquela.
Não queor mais papo com a senhora!

5 comentários:

Georgiana disse...

Yoga é tudo de bom! É o que me salvou de morrer, de certa forma. Alivia a alma e deixa o corpo forte... queria ver energia como você vê!!! Eu me fechei um pouco para isso... sabe, um dia quero te ver cantar. Promessa... não sei quando. Mas que eu vou, eu vou!

Tatiana disse...

Georgiana...
Juliana sempre comenta aqui...tá lá o blog dela

Georgiana disse...

Leseira total! Entro sempre tão rapidim que o tempo anda comido por um leão! Vou procurar quando puder.

Marina F. disse...

Lindo o show no Boldrini.Adorei, amiga!
bjs.

Ju Hilal disse...

Ô minha amiga, desse jeito quem chora sou eu.
Presente mesmo essa amizade. Eita companhia boa, você. Adoro.
E que bom que você gostou das fotos. Elas só refletem o que aconteceu por lá. Foi mesmo intenso e lindo.
Parabéns querida.
Beijão

Ah, bora fazer a tal yoga exibida.