sábado, 4 de outubro de 2008

tem dias!

Preciso dormir muito, sempre precisei.
Então quando me falta sono, uma mulher bestificada surge de mim.
Trabalhei como uma camela ontem. Corre pra lá, pra cá, resolve isso, aquilo. Vai pra estúdio, ouve música, volta correndo pra casa..cacetada, cade a chave? Tá com a amiga. Pula muro, almoça, pula muro de volta, vai dar aula.
Dá aula. Chega em casa, toma banho, pega estrada, toca até a uma. Chega em casa e só consegue dormir as três.
Aí eu penso: vou dormir até cair.
As nove da madrugada o carteiro berra na porta. Levanto completamente cambaleante com a camisola mais medonha do mundo e vou, totalmente descabelada, sonada, meio grogue atender o gentil carteiro que está quase sendo comido pelos meus cachorros.
Ele me traz um mimo que me dei e que eu estava louca pra ver. Um subnote de 7 polegadas. A coisa mais fofa do mundo e nem cogito voltar pra cama. Diante de tanta fofura, perco o sono e tento entender o manual em inglês e sistema operacional Linux.
Logo de cara, quase me suicido tentando tirar tanto durex da embalagem. Quando dei conta estava enrolada em papel, durex, plástico bolha, mal conseguia abrir os braços. Sai saltitando pra cozinha, os braços presos, as pernas enroladas em metros e mais metreos da porra do durex que realmete não foi economizado. Pego uma faca e corto tudo. Já sinto que to meio mau humorada. Isso é mal.
Abro o noteboock, plugo a boceta do cabo da net e a merda do note não entra na internet. Mexo aqui, acolá e nada. Bufo. Bufo em vários tons.
O gato que era gata mas é gato mesmo mia sem parar e eu não entendo porque tenho um gato travesti que mia pra caralho de manhã cedo. Vai pra puta que pariu, gato. Vá miar assim pra tua mãe!
O telefone toca. Desmarcaram o ensaio de amanhã. O mesmo ensaio que me impedia de ir pra praia e agora não vu pra praia, não vou ensaiar, enm a sampa eu vou! Mas puta que pariu. Tudo bem. Eu durmo de noite. Dormir é bom.
Tomo banho e resolvo que vou ao shopping ver se a conexão wi-fi funciona. Novidade total pra mim essa coisa se conexão sem fio. Uma amiga vai comigo. Se eu to de mau humor, ela está meio deprê. Uma dupla e tanto.
Uma fome de matar.
Toda a população de Campinas está no shopping sábado a tarde. Quando estamos decidindo onde comer, toca o telefone da amiga. Ela deixou seu carro impedidno outro de sair, lá no edifício dela.
Sai puta da vida com meu carro pra resolver isso e eu fico pesquisando essa coisa de 3G.
A Claro está com um plano massa, resolvo que vou fechar um plano da Claro. A loja estava socada de gente, uma confusão dos diabos. Minha senha é 53 e estão na 41. Vai demorar um pouquinho, me avisa a moça estrábica que está em treinamento. Quanto? Ahhhhhh, não sei. Uma hora talvez.
A amiga chega e vamos comer. Almoço, Volto. Tá na senha 47!!!
Sento, abro o note, vou arruamando a agenda de telefone. Depois de quese meia hora, me chamam.
Quero ter esse negócio de 3G.
Uai, mas porque o preço está diferente?
Ah, era promoção para quem é cliente da Claro...sim, eu tenho um celular Claro. Não, não está no meu nome. Não, não é marido. É ex marido. Mas você tá louco, rapaz? Quer que eu chame o ex marido aqui pra fazer um plano com desconto? Mas nem fudendo. Eu pago o que tiver que pagar.
Tá...vamos fazer, mas posso experimentar antes pra ver se funciona? Não? Não posso! Mas que porra éssa? Gasto os tubos e só depois eu vejo se funciona. Chama o gerente. Chame então o sub gerente! Chame alguém porqe eu to ficando nervosa.
Não, minha filha. Não é windows, é Linux. Não roda na Linux? Quem te disse? Quero ver, tem algum modem dessa coisa aí que eu possa plugar aqui no note? Ah, só tem o da loja que faz propaganda da 3G? Tá bom, eu vou lá e plugo aqui e vejo se funciona.
Pluga dali, pluga a cola e nada dessa merda conectar na internet.
Eu bufando. Eu querendo matar um.
Aí eu ouço uma voz baixinho no meu ouvido:
-Ó, tem duas semanas que estamos sem 3G em Campinas. Aqui é 2G. Talvez seja isso...

Eu não tive uma sincope porque Deus é pai. Fiquei mais de uma hora esperando ser atendida para saber que o que eu queria comprar não tinha pra vender e, o pior de tudo, se eu não tivesse batido o pé pra testar, teria comprado aquela merda que não funciona porque não tem serviço!Não é coisa de delegacia??? Não é um absurdo um negócio desse?
Saí de lá e, óbvio, entrei na loja de chocolate metida a besta e soquei um doce imenso pra dentro.
Agora tô aqui olhando o mais lindo subnote do mundo que não entra na internet.
Uma vontade de bater em alguém. Talez em mim mesmo!
Preciso dormir, acho que é isso. Preciso dormir porque dormindo eu sei que fico quieta e calada.
E Claro, sua operadora boba, eu te odeio com toda a força do meu coraçãozinho.

PS: sumiu o meu cabo USB do celular. Se foi tirado de minha casa, quem levou vai ter o celular explodindo na orelha e vai ficar surdo o resto da vida!
Essa é a praga. O ladrão de cabo USB há de ficar surdo!!

4 comentários:

Morena disse...

Ô tarde .... Ô tarde ... Sem contar que na loja de sutiens, só existe modelo para mulher despeitada.
Caralho !!!!!!

Morphnus, com a pica quebrada. disse...

Essa é para quem joga poker, Texas Hold"em: primeira mão do dia, eu depois de esperar 25 mãos recebo um AKo e entro com 77% de chance de vitória contra um cretino q paga com A5o. Bate o 5 dele no turn e ele leva.
Quatro partidas, cinco horas e vinte e dois dólares mais pobre depois, dava para escrever um tratado de bad beats. Tudo me fudeu. Dia de par de ás perder para para trinca de 2. O cachorro encolhido debaixo da escada me vendo dar um chute em uma cadeira q atravessou a sala voando. A últma mão foi surreal. Palavrões de fazer o vizinho fechar a janela. Se não fosse isso, úlcera na certa.
Software filho de uma puta rampeira, vai fuder um caralho!
Em tempo: poker é considerado esporte e não jogo de azar em muitos países.
Só na porra do meu país ele é de Azar com maíusculo. Nesse país de merda em que uma vadia manda o pessoal relaxar e gozar depois de três dias dormindo no chão do aeroporto enquanto a vaca anda de jatinho com a verba dos nossos impostos. E depois disso lidera para prefeitura de S.Paulo. Foda-se São Paulo!
Em país que um pelego de merda travestido de presidente condecora Severino Cavalcanti, um ladrão tão xulé, que acharca o dono do restaurante do congresso onde ele é PRESIDENTE.
Ô VIDA FILHA DA PUTA!

xandz disse...

Mudei meu endereço. Problemas para manter o dito atualizado, sabe como são essas coisas... Beijocas, Xixi.

Marina F. disse...

Que saco hein, amiga!

Mas venha pra SP logo me ver!

Quero muito ver o infantil, ontem eu e João nos divertimos muito ouvindo o seu CD!!!
Adoro!
bjsssss.