quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Nunca senti tanta necessidade de cuidar do corpo. A véia carcaça aqui tá sentindo. Meu corpo dói de cansaço.
Minha mente escorrega e eu me esqueço das coisas. Vivo agarrada à agenda porque até para as coisas básicas eu tenho que consultar.
Entre sair pra ver pessoas e ficar em casa, deitadinha na cama fazendo nada, prefiro o nada.
Se alguém me faz uma massagem, eu ronrono alto e escorrego pelo chão, como uma lesma bêbada virando os olhinhos.
Preciso de mar, de cachoeiras, de andar com o pé na terra. Preciso de cantorias para a lua, de danças loucas no meio da madrugada, de giro de saia, de ver o sol nascer, de yoga na areia da praia, de saladas cruas, de massagem nos pés.
Preciso cuidar de mim, da minha voz, de meu corpo.
Tô sentindo mesmo a responsa de tudo que ando fazendo.

Ó, meu Pai do Céu, seria possível me enviar, via sedex 10 um massagista japonês?
Não! Japonês não. Prefiro mãos grandes e pesadas...
Um massagista indiano por parte de pai e japonês por parte de mãe, com avó materna sueca e avô paterno brasileiro?
Pode ser? Coisa simples, não precisa nem ser bonitão, sendo limpinho tá mais que bom. Se for calado, então, é perfeito porque esse negócio de receber massagem com gente falando no ouvido é uma merda!
Viu só, Pai do Céu? Nada assim muito complicado, dá pra resolver com uma ou duas ordens divinas. A filha aqui tá precisando de um trato no corpitcho e não tá a fim de sacanagem porque até que tem um moço bem interessado em fazer massagem mas a massagem dele é profunda demais e eu não tô podendo com tanta profundidade e papinho morno no pé do ouvido.
Recapitulando: massagista-limpinho-cadado-eficiente-eunuco.
Pode ser ou tá difícil???

2 comentários:

Georgiana disse...

Eunuco foi ótimo! Num quero massagista não... aqui, com 35, a idade pesa e pesa muito. Queria era ir na loja e dizer: ó, um pedaço da bacia do lado esquerdo, patela esquerda nova, ciático direito em perfeito estado e harmonia, um coração capaz de amar todo mundo de novo, sem mágoas, uma mente ágil sem dispersar e uma capacidade de sentir sem apegar. Será que tem ou é difícil??? Acho que teu pedido é mais fácil!

Anônimo disse...

huahauhauhauhaua
ow querida!
yoga urgente tá. se cuida.
beijão!!!
Ana Paula M.