quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Eu sei que eu estou errada.
Tô tentando acertar a situação mas não estão ajudando.
Parece brincadeira!
Minha carteira de motorista era daquela antiguinha, sem foto. Aos 4o eu tinha que renovar. Não renovei. Ela estava vencida desde abril de 2007 e eu rodava com a maior cara cínica. Em fevereiro me roubam a bolsa com todos os documentos e aí ferrou tudo de vez. Não dá pra resolver no Poupa Tempo porque a carteira é da Bahia e eu fui empurrando com a barriga até que descobri que terei que fazer tudo de novo, como se nunca tivesse tirado carteira porque perdi todos os prazos. Bem feito pra mim.
Ok. Eu to errada, eu vou lá, vou me redimir, vou fazer aula prática e teórica, vou fazer tudo direito.
Pago a auto-escola para ter minha carteira de carro e de moto outra vez. Me mandam ir para o Ciretran para preencher um documento ao ilustríssimo senhor diretor da circunscrição regional de trânsito pedindo meu cadastramento. Sabe para quando me deram a senha para eu fazer esta merda? Dia 28 de outubro!!!!!! 28 de outubro!
Ou seja, eu quero acertar essa coisa toda, não quero dirigir de forma irregular mas tá difícil, muito difícil.
Aí eu peço a uma amiga muito doida e desocupada para servir de motorista pra mim nesse vai e vem a Poupa Tempo, Detran, o escambau.
Ela dirige, fala ao celular e ainda bebe uma latinha de cerveja as 11 da manhã!
Não sei o que é pior. Eu ser pega sem carteira ou ser carona desse jeito.
Um medo do cacete de ser pega como cúmplice dessa loucura!

Aí eu peço que ela pare na loja de moto que eu queria ver o preço de uma coisinha muito bunitinha que eu to paquerando. 200 cc, arrojada e vermelha, serve tanto para asfalto como para terra, 35 quilômetros por litro. Linda. A amiga se empolga mais que eu e me diz que vai comprar uma pra ela!
Meus olhos saltam pra fora na mesma hora!
Tá doida, mulher?!
Eu arrasto ela pra fora da loja, empurro aquela bunda gorda, ela derrubando cerveja skol pelo chão e com o talão de cheques balançando na mão. A vendedora me fulminando com o olhar por eu estar melando descaradamente uma venda dela!
-Mas de jeito nenhum que você vai subir em uma moto! Você já dirige mal pra cacete, sempre dirigiu, bebe como uma camela, você acha que vai dar certo você em cima de uma moto? Mas nunca que eu deixo isso acontecer! Vai ter que brigar comigo!

Aí a amiga magoa.
Fica triste por eu dizer que ela dirige mal.

Agora pra eu poder sair por aí tenho que ter uma motorista perfeitamente habilitada, com documentos do carro em dia, tudo certinho. Menos o fato dela ser péssima no volante e não ter vergonha nenhuma de dirigir com uma latinha de cerveja nas mãos. E ainda falar no celular! E ainda fazer as curvas mais impressionantemente mal feitas que eu já vi em toda a minha vida!

Mas eu não posso dirigir porque me falta a carteira.
É justo um negócio desses?
Não, não é.
O mundo é justo?
Não, não é!

A solução que eu arranjei foi colocar a bicicleta do filhote em ordem e sair por aí pedalando para o Centro, para o Cambuí, para os lugares mais próximos. Quando for algo muito distante, peço a motorista. E lá vai eu de busão outra vez. Que saco! Busão é foda!
Mas, em compensação, deixarei as pernas super hiper mega torneadas.
Isso vai ser bom.

Cacete, viu? Saco.
Bosta de Carteira de Motorista!
Eu tinha que deixar passar o prazo???

3 comentários:

Georgiana disse...

Você está se tornando uma musa inspiradora para mim!!! Um dia, eu chego no nível de excelência de sua escrita!

Anônimo disse...

bom, ja sabe ne? vc me conhece. chego sexta. sempre que precisar, te levo.
Tais

ariadne disse...

Artista não tem cabeça pra burocracia, minha cara. Isso é coisa pra uns malas sem alça que andam por aí.

bjs