sábado, 11 de outubro de 2008

Despedida

Não imaginei que fosse mexer tanto comigo, mas mexeu.
Bateu a consciência que uma fase acabou mesmo, uma era acabou e isso me balançou.
Me agarrei a ele, mesmo sentindo vergonha do músico que estava do meu lado, e agradeci. Agradeci por nunca ter me deixado na mão, por ter sido realmente "valente", por ter me acompanhado por estes anos, por ter me visto chorar, rir, brigar, cantar aos berros, por ter sido meu companheiro. Muitas vezes, o maior de todos.
Quando eu vi, lá estava eu com os olhos molhados, agarrada ao volante, beijando a buzina, ai, meu amor que saudade eu vou sentir de você, o músico de boca aberta, nunca imaginava uma reação dessa. Na verdade, nem eu.
Chorei mesmo na hora de deixar ele lá na loja. Chorei mesmo. Chorei como quem deixa um amigo na rodoviária e que vai embora pra nunca mais voltar. Chorei como quem se despede de um amor.
Chorei por causa de um carro que ia parar em outra mão e pedi aos céus que os novos donos tratassem ele bem, como eu. Ó, pouco banho que ele não tá acostumado a ficar muito limpo. Uma enceradinha ele gosta. Não força muito o freio de mão porque freio de uno fica meio bambo depois de um tempo. Ai...será que vão dar nome pra ele? Será que vão alisar o volante e dizer : isso aí, garoto! Valente mesmo!
Aí, já indo embora com o outro carro, o novo, percebi que já começava a esquecer.
Mais novo, mais potente, mas econômico, mais bonito, vida útil maior. E negão porque negão sempre tem um "plus" a mais. O novo sempre apaga a lembrança do velho. Um fato.
Mas não esquecerei do meu uno branquinho que eu tanto amei. Tá aqui registrado o meu imenso afeto.
Foi-se o Valente. Chega o Negão.
Meu Negão massa, meu novo companheiro!
Bem vindo.
Saudade, Valente. Muita saudade.

2 comentários:

FIGBATERA disse...

Puxa, sabe que eu tb troquei de carro nessa semana?
Mas não fico assim como vc; pra mim, nada como um novo amor - principalmente se for "0 KM" - pra esquecer de vez o antigo...

Tatiana disse...

Sim..eu sei!
Mas eu gostava demais do antiguinho!