domingo, 10 de agosto de 2008

Amigos

Eu tenho um amigo que eu gosto e admiro muito. Já me falou frases que ficaram na minha cabeça, me fizeram pensar e transformaram algumas coisas em minha vida.
" Eu não preciso de mais amigos. Tenho amigos suficientes".
Essa foi uma das bombas. Pensei, pensei...
Outra pérola:
" Eu não quero fazer música com qualquer um, sem que eu conheça direito. E se o tal parceiro for um fascista, um escroto, um filho da puta?"
Cacete!
Tá certíssimo.
Isso fica na minha cabeça faz é tempo.
Hoje a minha reflexão foi sobre isso.
Eu tenho amigos muito antigos, amigos recentes, amigos em construção. Não me incomodo em fazer mais amigos se eles forem merecedores de minha amizade. Meu coração está de portas abertas para eles. Meu coração é grande e ventilado.
Mas não quero qualquer um. Não quero um amigo divertidíssimo mas sem caráter porque a minha amizade avaliza essa pessoa. Se eu sou amiga de um cara escroto ou de uma mulher fútil ou cruel, ou qualquer coisa terrível dessa, eu estou botando minha pessoa, meu nome em garantia, como em um contrato em que eu sou a fiadora. Não posso fazer isso com qualquer pessoa.
Se alguém chega pra mim e diz que é amigo de uma amigo meu, na mesma hora eu abaixo as guardas. Pô, se é amigo de fulano, tá bem encaminhado porque meu amigo não seria amigo de um calhorda, afinal, ele não é um calhorda. Se é amigo de meu amigo, tá mais próximo de ser meu amigo também. Tá com alguma garantia. O nome de meu amigo avalizou essa nova pessoa que apareceu na minha vida.
Se é pra dizer que é meu amigo, tem que ser uma pessoa do bem. Com seus defeitos, mas uma pessoa definitivamente do bem. Não pode ser uma criatura que acende uma vela pra Deus e outra pro Diabo. Não, assim não rola.
E a mesma coisa em relação às parcerias. E eu lá quero ter parceiro filha da puta? E eu lá quero morrer de vergonha de um dia ter feito canções com uma pessoa sem moral, sem ética, sem bondade? Cacete...melhor fazer música sozinha porque parceria musical é como filho. Tá lá a merda feita pro resto da vida. E se você fez junto era porque estava a fim de compactuar com aquele ser. Puta que pariu! E agora? Bem, agora assume que fez merda mas pelo menos não sai por aí espalhando, né? Deixa as canções na gaveta como prova que todo mundo erra nessa vida, se equivoca, tá ali, bem no fundo da gaveta pra lembrar, no futuro, que tem que se ter muito cuidado com estas coisas.

Pensei muito sobre isso hoje.
Sobre o trabalho que dá construir uma vida correta. São tantas as tentações, as nossas humanidades berrando na nossa orelha. A gente faz cagada aos montes. A gente acerta. E no final disso tudo o que fica é a somatória do que a gente realmente fez, não do discurso. Palavras são levadas com o vento, mas as ações não. Elas ficam, perpetuadas na minha história, na história das pessoas em minha volta. E assim eu vou escrevendo a minha vida. Com as ações. Com os meus acertos e erros.
E eu bem sei como é fooooooda fazer isso e deixar uma boa de uma marca nesse mundo.
Então, não posso sair por aí fazendo música com qualquer um nem aceitando a amizade de qualquer pessoa. Tem que ser o melhor tipo de pessoa para que eu possa encher o peito e dizer " é meu amigo! ", " é meu parceiro". Senão eu estarei menosprezando o meu esforço de ser uma pessoa melhor e ainda menosprezando aqueles que eu tenho tanto orgulho de dizer que são meus amigos e parceiros.
Não posso assinar em baixo de qualquer nome, como avalista, fiador. Não posso mesmo.
Estarei atenta a essas coisas.
Não é uma lição fácil de aprender.
Mas to aprendendo...

PS: Esse texto é pra você, Brunão, que tanto me ensina!
Obrigada.
Tenho muito orgulho de dizer que você é meu amigo e meu parceiro.

5 comentários:

Bruno Ribeiro disse...

Tati, querida: eu é que me orgulho de ter me tornado amiga da minha cantora preferida! Você também me faz pensar um bocado. Beijão!

PS: seu blog continua difícil de acessar, tá travando meu computador...rs

Tatiana disse...

Brunão,
Tirei algumas viadagens pra ver se fica mais leve...

Morena disse...

É ... ser amiga , do amigo, também me faz aprender muita coisa
1) Do amigo, da amiga .... Não preciso de mais amigos, já tenho o suficiente. Quero curtir melhor os que tenho. - Pare para pensar na grandeza disso!
2) Da amiga .... Todos os dias me esforço para ser uma pessoa melhor. - Putaquemepariu, estão aí as pequenas grandes lições !!!!

Tatiana disse...

Morena
Você é uma daquela que eu assino em baixo. Em três vias.

Morena disse...

IDEM !!!!!!