sábado, 24 de maio de 2008

Com o tempo as coisas que são objeto de consumo mudam.
Eu já desejei muito um multi-procesador. Fiquei louca por um. Quando consegui, processei tudo que podia. Já enlouqueci por pedras grandes, druzas imensas e pesadas. Já comprei todos os livros técnicos que meu bolso podia.
Hoje descbri que quero um chuveiro super sônico. Que tudo que é aquilo.
E ainda um sapato de verniz vermelho, bico redondo e salto grosso, toda a linha da Natura com cheirinho castanha-do-pará e, se estivesse fácil, aquela linha nova com cheiro das Américas.
Eu queria ter um tear imenso, desses que faz de uma vez só uma colcha de casal. Queria uns vestidões bem compridos e floridos, feitos sob medida para as minhas pernas compridas. Um computador com milhões de giga dememória e uma placa de som fudida de boa, um mic do cacete e umas aulas de como lidar com o programa de gravação.
Queria uma bolsa de maquiagem cheia de maquiagem,mesmo que eu não use sempre.
Queria uma rede debaixo da jabuticabeira.
Queria poder acordar com o som do mar debaixo da minha janela.
Um passe livre nas companhias de aviação para visitar todos meus amigos e parentes espalhados pelo mundo.
Queria que o mundo esquecesse a canção Chão de Giz.
Queria que meu celular falasse sem eu precisar paga nada.
Queria que todas as músicas que ainda não foram feitas batessem em minha porta e conversassem comigo.
Queria beijos intermináveis no alto mar.
Queria mergulhar em Fernando de Noronha e nadar com um grupo de golfinhos.
Queria um pouco mais de bunda e um pouco menos de peito.
Queria saber falar francês, inglês, italiano, espanhol e mandarim.
Queria parar de fumar e aprender a beber dois litros de água por dia.
Queria gravar mais um DVD, mais um cd adulto e um cd infantil.
Queria conhecer a Europa todinha, um bom pedaço da Ásia e a Nova Zelândia.
Queria poder ler pensamentos, ter capacidades telecinéticas e leitura dinâmica.
Queria poder "apagar" certas pessoas do mundo, como o Bush, por exemplo e o controlador do estacionamento do Unibanco, lá do centro.
Queria que minhas plantas se aguassem sozinhas e meus bichos soubessem tomar banho por si só.
Esses mimos que eu queria.
Não é muita coisa, né?

ps: eu calço 38, caso alguém tenha um sapato vermelho de verniz.

5 comentários:

Mônika Mayer disse...

Ah... o celular eu quero também, prá poder falar com aquele porcaria que tá longe todos os dias, hooooooras as fio e atiçar a imaginação dele!!!!

rsrsrsr

Beijinhos!

Tatiana disse...

boa, Mõnika, muito boa!

MARIA DE SANTOS disse...

EU SÓ QUERIA QUE A MINHA SOBRINHA NÃO ENCHESSE TANTO O SACO.TENHO CERTEZA QUE O DIA QUE ELA PARAR, VOU ELEGER OUTRA COISA.KIKIKIKIKI.MAS PRECISA TER SACO PARA AGUENTAR ADOLESCENTE DE 24 ANOS, E COM UM FILHO DE 2 ANOS.

Ugo disse...

Maria,
Respita fundo. Um, dois...um, dois...solta toda a tensão! Isso! agora visualize uma luz azul...

MARIA DE SANTOS disse...

OBRIGADA UGO.