segunda-feira, 7 de abril de 2008

Fazendo CANTANÇAS!!!



Meu seleto público. Cada comentário engraçadíssimo. Teve até dancinha, minha gente. Coisa mais linda!
A bando foi eu fazendo o violão, o Ugo tocando baixo, guitarra e violão e, escondidinho do lado esquerdo, o Bruno fazendo percussão. Depois ele regeu a meninada e todo mundo fez uma canção tocando junto. Eu sei que é meio besta, mas eu realmente me emociono com estas coisas.

No fim eu não resisti e sentei no chão com a galera e cantei assim, bem juntinho.

Foi uma delícia cantar para a criançada. A Livraria da Vila é um charme, aquela vibração boa que tem dentro de livrarias, nós tocamos em um espaço reservado para os shows e as palestras, um tipo de auditório.
Cantei, contei minhas história fantásticas, meio sem pé nem cabeça - o que fez meu público questionar a veracidade dos fatos. Pura intriga desse povo pequeno. Por que ninguém acredita quando eu digo que converso com as fadas da floresta? Povo mais descrente esse.
Eu vi gente que veio de longe pra dar uma força e prestigiar.
Minha amiga-irmã Dine mandou bem demais na produção. Tudo lindo. O maridão dela lá, arrasando nas fotos. Não me mandaram as que tiraram. Coloco aqui assim que receber.
Marina Franco deu uma de fotógrafa, mesmo com o filhote de baixo da asa. Deu uma tremenda força pra gente, essa mulher. O filho dela, João, é tão fofo que até eu fiquei com vontade de ter mais filhos. Mas eu fico paradinha e a vontade passa.
Passou.
Lélis com a esposa e sua filha linda, a Nina.
Tatinha, percussionista-mãe, com a Rafaela, mamando no peito ainda no auge dos seus quatro meses.
E - vejam só que surpresa - meu amigo blogueiro Lord foi também e eu fiquei toda emocionada com isso.
Aí no final do show uma avó completamente babante com a netinha - que ra mesmo uma graça -veio falr comigo, elogiar e no meio do papo descobrimos que somos todos de Salvador. Conterrâneos! Que beleza.
A vó me diz, toda orgulhosa:
-Minha netinha adora música. Mas tinha que gostar, né? Meu filho é músico também!
-Nossa, que legal.
-É o Jamil.
Eu fiquei olhando para ela. Jamil? Jamil? Que Jamil? Ahhhhhhhhhhh, o das mil e uma noites.
O que dizer nessa hora?
Nem me lembro o que respondi, mas adorei a sugestão de resposta de um amigo:
- Ah, tem nada não. Ele deve ser uma boa pessoa!
Gente, adorei a farra infantil.
Obrigado a todos que foram.
Beijo para todos.

6 comentários:

Danny disse...

Que delícia!!!!!! Não vi nada de besta! Adorei!
Crianças costumam ser o público mais sincero. Pro bem e pro mal! rs...

Marina F. disse...

haha, adorei o show. e não sabia dessa do jamil, menina, que engraçado.
beijos.

Claudia Lyra disse...

Seu 'seleto público' é lindo!

Ps - Deus do céu, tu é quase do mesmo tamanho que o Ugo!!! Tá doido!

Tatiana disse...

Danny
Foi delicioso mesmo!

Marina,
Ter vc ali foi tudo!

Cláudia,
É que eu estava de salto. Mas é verdade. O ugo tem 1 e 92..é um cabra grande. Eu também! Um casal GRANNNDE!

Ciça disse...

Tatiana! Fico muuuito contente de ver essas fotos... queria ter participado deste show! Quando entrevistei você lá na Educativa, você levou uma master de CD infantil... eu gostei tanto, tanto!!! Passe o serviço! Como é que eu faço para compra-lo?? Quro dar para minha sobrinha!
Um abraço!
Ciça

Tatiana disse...

Ciça, me mande um email que a gente conversa...