quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Essa inquietude. Essa vontade de novos rumos, de novos riscos.
Um desejo que eu nem sei ao certo o que é, mas sei que me futuca as costelas, me atiça por dentro, me dá sede do novo, daquilo que eu ainda não sei.
Preciso de riscos. De pontes elevadas e que balançam ao vento.
Essa minha vida de noite ficou óbvia. Dono de bar que quer parceria, mas só quando ele tá no começo, depois que engrena ele quer ganhar mesmo, afinal ele é o dono do puteiro.
Músico vaidoso que fala pra caralho, que diz que faz e acontece e puxa tapete de colega.
Bêbados. Sempre os bêbados. Como eu acho os bêbados chatos, meu Deus do céu.
Os comentários que se repetem.
As fofocas.
Uma repetição sem fim.
Já vi este filme mil,vezes. Muito mais. Vi cem mil vezes.
Cadê aquele frio na barriga?
Sei lá. Foi comprar cigarro e não voltou mais.
Tá nascendo um novo som aqui dentro de mim, uma coisa nova que eu não sei o que é. Como se eu estivesse grávida de um pai desconhecido. Não. Melhor. Como se eu fosse a Virgem Maria da nova música. Toda mãe acha que seu filho vai ser o " cara". Tô assim.
Alguma coisa dentro de mim que eu não sei ao certo o que é.
E eu pego o violão e não vem. Fica assim meio que encruado, meio que entalado. Gravidez tubária da canção. Se eu não resolver logo isso, me explode as entranhas.
To sentindo cheiro de novo, mas não sei onde é esse novo.
To precisando de mais coisas novas na minha vida.
E aí, alinhavo com as coisas antigas, e vira uma colcha de retalhos. Customizar a minha vida.
Tá na hora.
Não sei se caso ou compro uma bicicleta.
Não sei se pinto a casa todinha outra vez.
Não sei viro monja budista ou carmelita descalça.
Mas que eu queria uma grande mudança, ah, eu queria.

13 comentários:

Túlio disse...

Falta de frio na barriga é sempre um indício forte de que precisa mudar de ares. Ou gestar coisa nova.

Anônimo disse...

é a mudança acontecendo já!
prepare bem o terreno...
um beijo!
ótimo texto, ahahaha
ana.

Tatiana disse...

Túlio,
Eu também acho isso.
Viver sem fio na barriga é um tédio e uma indicação.

Tatiana disse...

Ana anônima,
Sim...essa inquietude já é um indício de mudança...to mudando. Só não sei para onde.

Nóis disse...

hmmmm complicado isso hein!! mas como o pessoal ae de cima e você mesmo já disse... o mais importante já foi... saber que quer mudar.

até.

Vivien Morgato : disse...

o tal ano da reconstrução ainda tá muito parado.
Pelo menos a merda do carnaval acabou..ehheheh
beijão,saudades.

Anônimo disse...

ana marsigli. melhor assim? hahaha
to sem e-mail do gmail ainda...
um beijo, tat!

Anônimo disse...

e veja bem, começa o ano do rato no calendário chinês. propício a realização de projetos e mudanças...rs

MARIA DE SANTOS disse...

ESCREVE, E CANTA, QUE É O MELHOR DE VOCÊ.

Tatiana disse...

Nóis,
Controlar a ansiedade é que é foda.

Tatiana disse...

Vivien,
Ainda bem que o carnaval já passou!
Vamos reconstruir tudo!

Tatiana disse...

MAria,
Continuo nessa vida de cantante e escrivinhante.
Viciei nisso.

Danny disse...

Eu conheço tão bem essa inquietude, Tati! Estou sempre me sentindo assim. Eu disse SEMPRE mesmo!
Beijos!