domingo, 18 de novembro de 2007

Sarajevo


Lá fomos nós para a Augusta!
Madruga na Augusta. Tem noção?
Pois é...era isso mesmo que procurávamos.
MArina nos leva para um bar que me lembrou um Inferninho. Um portinha mixuruca, um cara na porta que me lembrava um armário velho e de mogno. Uma escada que eu juro que balançava e um som do caralho rolando lá em cima.
Quem tá tocando numa puta guigue? BOCATO, meu bem, Bocato.
Botando pra fuder. Um baixista, um batera, um tecladista que não deviam ter mais de vinte anos. Mas tocavam tanto que ficamos abestalhadamente olhando. Eu, Ugo e Daniel não conseguíamos sair no meio da muvuca e a vantagem de se ser gente grande é que nossas cabeças estavam sempre a cima da galera e éramos um trio realmente da pesada. Ninguém nem ousava pedir que saíssemos da frente e ficamos assim, na cara do gol.
Eu muito impressionada com um coroa muito do esquisito sentado no palco. Esse mesmo que aparece na foto. Bocato com seu trombone de pisto duelava com um cara ( não descobri o nome) no sax tenor.
Jazz-samba!
Gente, que coisa era aquela?
O local socado de gente, uma moçada ouvindo um instrumental de altíssima qualidade, um som alto do caramba, eu encafifada com aquele coroa com cara de paraíba sentado no palco, não combinava com o local.
Aí Bocato anuncia um grande músico...um cara que era o cara...
O TAL COROA!
E sabe o que o diabo do homem tocava? Uma folhinha. Exatamente. O cara fazia um puta som com uma folha de alguma planta na boca e improvisava pra cacete.
Eu não acreditei naquilo! A gente se olhava é só conseguia dizer...
puta que pariu... caramba! que que é isso!!!!!

O som só parou as quatro da matina e a gente só foi embora porque fomos expulsos mesmo.

Só em Sampa tem um negócio desses.
Saímos de lá e ainda fomos recuperar as forças em uma padoca tão cheia, mas tão cheia que daria inveja a muito bar da cidade. Impressionante. As seis e meia da manhã, uma turma imensa sentada no balcão de uma padaria, enchendo a barriga de comida e ainda impressionada com as coisas que vivos naquela noite.

Marina nos recebeu com tanto carinho e ficar em sua casa, brincar com seu filho foi a chave de ouro que precisávamos.



Gente normal....e assim acabou nossa viagem para Sampa...
E olhe que não contei a missa um terço...
adorei
puta merda..como eu adorei...

11 comentários:

Ninita disse...

Tatiana assisti no sabado a Tais e o Henrique em um programa chamado Arena do Som,que doçura ela cantando e o Henrique toca , canta e mexe com os pés o tempo todo.Achei uma cumplicidade tão linda eles curtiam tanto o que estavam fazendo que tudo ficou mais lindo ainda.Entendi porque tu fica puta quando dizem: Toca aquela do...da...., vcs tem coisas tão lindas e tão melhores que as do...da...
Beijo. Vou a Salvador em Dezembro, estou sonhando acordada e se ficar uns dias em Sampa vou prestar atenção na tua agenda.

Lord Broken Pottery disse...

Tatiana,
Deu inveja do programa.
Grande beijo

Anônimo disse...

No Sax é MARCIO NEGRI, amigo, irmão, irmão de capueira, parceiro de muitas coisas. Eles tocam muito, SIM e esta parceria já vem há muitos anos. O folhinha é a peça, já esteve no Faustão algumas vezes e vira mexe o "gordo" chama o véio pra dar a canginha dele por lá e é claro que o folinha vai, heheheh. Gente boa ele também.

Pra fazer um pouco de inveja..... os ensaios desta galera (que são muitos outros do mesmo nipe) são sempre em casa.

Abraços

Tatiana disse...

Ninita
Venha me ver

Tatiana disse...

Lord,
Se quiseres, te arrasto para uma balada dessa.

Tatiana disse...

Anônimo
Você é um cara cruel.........
na sua casa??????????
ai, meus sais
puta som, né, bicho??
caramba!
puta som

Anônimo disse...

.....fazer o que????

espere quando estiverem com o RALINHO NA BATERA, o cara só tem uma perna e toca como se tivesse quatro. Só vendo e ouvindo pra crer....


até.

Tatiana disse...

Um batera que é batera-saci?
caramba! isso ue nunca vi!
hahhahaha
to pensando em volta par assitir o cara mais uma vez...adorei mesmo!

Anônimo disse...

Não vai se arrepender......

Já pensou em morar fora do Brasil??

Sabe falar outros idiomas?

depois me fale? quem sabe....

é Saci encantado.

abraços

Tatiana disse...

Seu anônimo, é terrível conversar sem saber com quem converso...mande um email aí a gente fala melhor...

Anônimo disse...

Sabe que olheiro pesquisa tudo??...

Mandarei e-mail sim.

Pra não perdermos tempo.....
tem interesse ou não??