quinta-feira, 22 de novembro de 2007

A coisa começa assim, sem a gente se dar conta.
Tem gente que detesta e tem gente que adora. Eu adorei.
Peguei gosto, sabe?
Aí comecei a procurar.
Achei porque quem procura sempre acha.
Aí quando eu ficava sem , ou perdia, eu sofria porque sem que se perceba a gente vai viciando, querendo ter sempre por perto, olhando com aquele olho comprido quem tem...
E aí...
Olhe eu mais uma vez.
Com vocês o mais novo mebro da família.
O pequeno Grande Otelo. O Otelo, o gato preto minúsculo da família.
Adora dormir enrolado em um pescoço, mia em tom menor, tem tara por manchas na parede, gosta de roer fios e tem os olhos mais estranhos que um gato pode ter. Olhos beges, nunca vi isso!
Com vocês, tchanan...OTELO!


5 comentários:

Tatiana disse...

Não é a cara do Grande Otelo?

Cristiano disse...

Eu e a musa acabamos de ganhar um gato preto tb. A musa diz que toda bruxa deve ter um. O nosso se chama Trotsky. Veja se isso é lá nome de gato de bruxa....rs

E só pra registrar, tenho saudade da moça alta de violão em punho. Há tempos distantes, era minha parceira...hj em dia ela anda sumida...rs

Vivien Morgato : disse...

vc nem vem...agora vai ter que ficar com dois, porque o seu filhotinho daqui de casa está guardado...rs
Se viraaaa....vai virar a louca dos gatos..hahahahahah

Tatiana disse...

Vivien...eu quero o outro gato!

Danny Reis disse...

"Mia em tom menor" é ótimo!!! rs...
Oi, Otelo! Bem-vindo!
Beijos!