quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Nem eu sei explicar. Simplesmente é.
Não tenho a mínima intenção de ser imparcial porque meu peito é absolutamente incoerente.
Se necessário for, eu primeiro entro na roda, segura a saia, amarro nas calcinhas, desço a lenha, depois pergunto o porque disso tudo.
É assim e eu não tenho como justificar. Não é justo, eu sei, não é, mas é assim que é.
Se eu amo, com a força que meu coração tem para dar, não existe a mínima possibilidade de eu abandonar em nenhuma situação.
Aquela velha e batida frase:
" Na tristeza e na alegria. Na doença e na saúde"
Pro que der e vier.

Desculpe, mas é assim que é quando eu falo de boca cheia " esse aqui é meu amigo".
Não sei explicar. Simplesmente é.

Um comentário:

Anna disse...

Justificar?
Justo?
Pra quê?
É assim, como é pra ser!
Tu és força, coração e intuição!
Ponta firme por demais!
Beijo!