sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

Preocupaçãos em dia de show

Hoje tem show no Sesc aqui de Campinas e lá vai eu, mais uma vez, pensando nos detalhes que me tiram o sono.
Não são poucos.
Veja só...

1° A Roupa
Sempre esse inferno. Com que roupa que eu vou ao samba que você me convidou????
Pois é. Lá vou eu outra vez criar alguma coisa que não tenha sido usada antes.
Que bosta.
Preciso achar uma loja modernosa que queira investir na minha imagem e dizer: deixe comigo que eu te visto.
Melhor sentar e esperar isso acontecer.

2° Roupa da banda
Sempre tenho que perguntar: vocês vão como? não vai com aquela camisa medonha de novo! vai passar a calça desta vez, não vai? peloamordedeus, aquele tênis tá um horror...
E eles nem tchuns para mim...
Um dia vou obrigar a usar uniforme. Fantasias de bichos. Bruno vai de urso panda, por causa das olheiras constantes. Ugo, de pavão, de preferência sem mangas. E João Paulo vai de zebra, acabou de chegar, é meio negão, meio japonês. Vai assim mesmo. Braco e preto, branco e preto.
Eu posso ir de galinha d'angola, ou vaca holandesa, ou égua manga larga. Não sei...tô na dúvida.

3° As unhas
Sempre que tem show quero fazer as unhas. O que acontece é que depois do show o esmalte da unha do dedo indicador da mão direita simplesmente desintegrou-se. Ou seja, ou eu levo um esmalte para retocar depois do chão a unha defeituosa, ou saio para a balada pós-show com nove unhas pintadas e uma unhazinha descascada. Posso até dizer que foi promessa, que é exotismo de artista, mas não é. É desgaste natural mesmo. Aí tenho que passar a noite toda escondendo a unha. Onde? No nariz, no ouvido, não tirar a mão do bolso...
Não posso esquecer de levar o esmalte. Não posso esquecer! Não posso esquecer.
PS: Morro de inveja das unhas imensas dos homens que tocam violão. E eles nem precisam pintar de vermelho-volúpia para fortalecer. Que bosta isso. Deus não dá asa a cobra.

4° Depilação
Eu sei que ninguém vai ficar olhando se tem pelo, pentelho ou cabelo. Mas é melhor garantir, vai lá que eu me empolgo depois do show, vá lá que me aparece um homem interessantíssimo, eu vejo ele lá do palco e sinto um desejo incontrolável de pular sobre sua pessoa, os braços para cima, um grito de guerra e aaaaaaaaaahhhhhhhhgggg...milhares de cabelos de baixo do braço, uma perna que é um ralador de cenoura e uma virilha que é a selva amazônica.
Melhor garantir.
Cêra neles!

5°Sobrancelhas
Pega um fiozinho, arranca um fiozinho. Pega outro fiozinho, arranca mais um fiozinho. Ops. Arranquei demais. Vai para o outro lado, mede, olha, pega um fiozinho, arranca mais um fiozinho. Ops, arranquei demais. Vai para o outro lado, mais uma vez, mede, olha, pega um fiozinho, arranca um fiozinho.
E assim vai até eu ficar careca de sobrancelha.
Um medo terrível esse.

6° Sapato
Sapato para ficar no palco é um problema. Adoro saltões altíssimos. Mais de dez centímetros, de preferência, para dar uma ajuda na visibilidade do povo. A banda é grade, só tem músico com mais de 1:85 então eu não quero ficar por baixo. Salto neles!
Mas a idéia de desequilibrar e me estabocar no chão é uma constante.
" É coisa rara, o nosso amooooooooooooooorrrrrrrr, aii!!! - bum...cai do palco!!!
Já vi uma cantora cair do palco em pleno Centro de Convivência. Quase tive uma sincope, quase morri tentando não cair na risada. Mas pimenta no cu dos outros é refresco. Não quero passar por isso.
E cantar descalça é muto bonito, é muito legal, mas depois que eu soube que o tal teatro vivia habitado por escorpiões, que um ator famoso de teatro foi picado por um, desisti desse naturalismo.
Então tem que achar salto alto e grosso, para dar uma certa estalilidade. Cadê esse sapato? Pois é...foda de achar.

7° Filho
Filho em teatro é legal, mas fico sempre dividida em saber se o moleque tá fazendo alguma coisa errada, tá fazendo alguma travessura terrivel. Sei lá, é meu filho, tudo pode acontecer.
Desta vez farei um outro esquema. Foi contratado para ser o faz-tudo. Comprar água, carregar instrumento, tirar foto do camarim.
Quem sabe assim não fica tendo idéias macabras.
É o que eu espero.

8° Sobressalentes
Violão extra
Baterias extra
Calcinha extra
Correia de violão extra
Cigarro extra
Isqueiro extra
Toalha extra
Paciência extra


Ai, dia de show é sempre essa agonia...

Bem é hoje. Em pleno dia de Yemanjá, estrei no Sesc Campinas as 20 horas.
Entrada franca.
Eu e banda.

NERVOSO...

6 comentários:

Angelus disse...

Olá! Primeira vez no seu blog e adorei essa postagem!!! Realmente é um parto ter de preparar tudo para estar bem no palco! Só quem é (ou foi) cantor(a) ou músico sabe que loucura é essa.
Poxa! Pena que eu não tenha condições de ir até Campinas te ouvir , mesmo morando pertinho, em Piracicaba.
Quem sabe tenhamos a sorte e ouví-la por aqui, né?
Um grande beijo, bom show e à partir de agora serei seu leitor frequente.

José Benedito Vizioli Libório
http://allthetruthaboutjb.multiply.com

P.S.: Vim por recomendação de uma amiga de Multiply! Santa indicação!

Vivien disse...

Terrivel, vc só dá show nos dias que dou aula....que saco!!!!;0)
O show vai ser incrível, tenho certeza, mas minha opinião não vale, porque sou tiete de carteirinha assinada.beijão procê.

claudia lyra disse...

Essa coisa de roupa e sapato: tem certeza que nenhuma loja tá a fim de te patrocinar? Seria uma boa...

Anônimo disse...

SESC SALVADOR! SESC SALVADOOOORRRR!
VEM NEGA!
BJS!
LIRISLETIERES
*A LETRA É PRA FIVAR CAIXA "ALTA" TB!

Adriana Davi disse...

acabei de chegar de seu show. Foi um arraso. li seu blog quase inteiro e mijei de dar risada. Tati, vc tá vivendo - escancaradamente - um dos memontos mais prazerosos de sua vida. Está brilhando. Radiante. Uma rainha, mesmo. Linda e estonteante, ainda mais no palco. Tô feliz à beça, me diverti demais no seu show, saí de lá com muita coisa boa no peito. Olha, eu queria muito que soubesse que esses PARABÉNS são enormes e ecoam por este blog, viu? Cara, parabéns. Bota essa porra na rádio que tem TUDO pra estourar. E obrigada pela noite tão gostosa.

Ronaldo Faria disse...

Eta musa da MPB gracinha...
E eta profissão porrinha essa minha, que me deixa fora das baladas.
Beijos. Cuide-se. Sempre
Ronaldo Faria