sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Eu comprei meu carro em 2005 com pneus relativamente novos. Aí rodei, rodei, rodei e eles foram desgastando, o que era de se esperar.
O que não era de se esperar é que eu não os trocasse jamais. Ficaram de um jeito tão medonho que o arame estava aparecendo, tão deformado que a direção balançava, se eu passasse por uma pedrinha, eles explodiriam.
E eu empurrando com a barriga por pura falta de grana.
Depois do papelão do meu filho fui obrigada a olhar isso porque depois da batida a direção ficou puxando quando eu fazia curva. Fiquei com medo de morrer e preferi resolver.

Entro na loja de pneus. Uns seis mocinhos muito simpáticos, muitos legais. Levantam o carro, expôe toda a sua intimidade e ouço o diagnóstico:
- É o seguinte , Dona. Tem que trocar a caixa de direção que tá folgada. As buchas, a borracha do tensor, o coxim do câmbio, o kit estabilizador, o kit do feixe de mola. A caixa de direção pode conseguir no paralelo. Mas eu acho que não vale à pena. E tudinho fica em R$1114,00.

Troquei os pneus somente e fui embora para voltar no outro dia para fazer o restante.
Mas fiquei a pensar.
Será?
Cadê um homem? Preciso de um homem que entenda dessas coisas, liguei para todos os homens que eu conheço e que eu acho que saberiam me dizer se eu devia ou devia fazer todo o serviço.
Nada de homem.
Cadê os homens desse mundo?
Depilando a sobrancelha, certamente.
Fiquei injuriada e tive uma idéia brilhante.
Entrei em outra loja, contei a minha história e pedi que olhassem meu carro e me dissessem o que era necessa´rio fazer. Fiz isso em três. Cada uma colocava alguma coisa a mais e alguma coisa a menos.
Olhei todos os orçamentos e aquilo que era comum em todos, eu decidi que farei.
Nenhum outro me disse que a caixa de direção estava folgada, só o mocinho bonitiho filho da puta.
Volto no outro dia na primeira loja e informo que só ia colocar os pneus, alinhar, balancear mas que eu queria fazer cambagem( que é acertar mais ainda os pneus). O bonitinho meio puto, me olhando de lado, perdeu uma grana danada quando eu decidi não trocar tudo aquilo que ele queria.
Na hora de ir embora me diz que é melhor eu ver essas coisas logo porque pode ser perigoso andar assim.
Não sei o que me deu.
Eu acho que eu estava ainda um tanto traumatizada, estava a flor da pele, porque falei um monte.
Que eu tinha ido em outros lugares, que ele era um safado filho da puta, que ele devia ter mais caráter, que era feio ficar botando medo nas pessoas só para ganhar dinheiro e que se ele fosse meu filho eu teria muita vergonha dele.
Saí, linda, óculos escuros, meu carro imundo, por dentro e por fora, eu elegantérrima dentro do meu carro imundo, dando o maior esporro no mocinho. Quase na porta, ouço ele dizer:
-Que mulher maluca!
Paro o carro, olho para ele dentro do olho e digo:
-Maluca de cu é rola, meu filho.
E saio linda e gloriosa.
Definitivamente, tô precisando de um homem na minha vida.
Pelo menos para me defender quando falo uma barbaridade dessa e não deixar eu quase ser linchada dentro de uma mecânica cheia de homem tosco.

10 comentários:

Anônimo disse...

Mas você tinha que ser atrevida deste jeito??

Pedro disse...

Tinha sim, seu anônimo.

E eu levanto e aplaudo, porque sou teu fã, dona tatiana Rocha.

Se eu te encontro na rua, capaz que eu até me ajoelho e peço em casamento.

Sempre bom vir aqui e colorir meu dia comas suas peripécias!

Anônimo disse...

Minha amiga... a última vez que vc olhou os pneus do seu carro eu estava junto, portanto sou sim testemunha de que faz uns dois anos.... Caraca, Tatiana, presta atenção menina e se os mecânicos resolvem fazer um motim??? como é que fica??? hahahah
Saudade,saudade,saudade
beijins,Dine
P.S Super parabéns para o Lucas e lógico para vc tb
com amor,Di

Tatiana disse...

Pedro,
Você entende de carros?

Fulana Gauche disse...

Eu tenho uma indicação muito boa a fazer. Se for de seu interesse, te levo até o Alemão, um velhinho que nem é lá dos mais simpáticos, mas é consertador e não trocador de peças. Que tal?

claudia lyra disse...

Tatiana, querida, você fez muito bem. Esses moços já nos olham com cifrões nos olhos no momento em que entramos nas oficinas. Sacaaanaaass... e, na falta de homem, já vai treinando seus meninos pra fazerem cara de entendidos em mecânica, pra mó di desestimular esses aproveitadores.

Arnaldo disse...

Moral da história: Não se deve confiar nos meninos bonitos. Prefira os cachorrões feiosos!

Tatiana disse...

mas eu podia ter morrido com uma chave de roda enfiada na güela...

Vivien disse...

Eu só vou em um mecãnico que é de confiança do meu ex sogro: ai o fulando atende a ex-nora, sacumé?
A vida de mulher com carro é esquisita.....;0/

Anônimo disse...

O meu Uno foi roubado em Dezembro, dia 12. Só ficou o lugar, nem vidro partido no chão. Tinha bons pneus, bem perfilados. Agora deve andar na Roménia ou Bulgária. Gastei mais de 600€ na inspecção técnica, feita pelo meu cunhado. Se tivesse sido numa oficina profissional teria sido o dobro, no mínimo. O meu UNO foi pra não voltar... Agora só bicicleta
Pode ser que este post dê para conhecer um mecânico honesto. Existem.
carmo