sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

CENA 1-
Voltei de Sampa depois de andar como uma camela pelas ruas da Vila Madalena.Por que diabos tem tanta ladeira naquele lugar? Virge Maria, eu poderia ter tido uma descolamento total de panturrilha de tanto qe eu subi ladeira...e de salto alto!
Aí entramos em um bar para ver como é que funciona a coisa de agendamento,estava totalmente vazio e fomos conversar com a moça que estava no caixa.
Um tipo pequenininho, cabelinho meio curto, muito simpática e prestativa. Entendendo o que a gente queria, mas sacando que ali não iria rolar porque os músicos eram antigos e tudo mais, me olha bem no fundo do olho e diz:
- Tem um bar que eu acho que é teu estilo.
- Tem? - perguntou eu imaginando como é que ela descobriu meu estilo assim, só de olhar.
- Vocês se incomodam de tocar em bar para público...para público... ( um certo cuidado em achar a tal palavra)
- Gay?
-Pois é, tem um bar que é bem seu estilo!

E me deu um endereço, o nome do cara de tal bar gay da Vila Madalena.

E aí eu pergunto:
-POR QUE DIABOS TODO MUNDO ACHA QUE EU SOU SAPATÃO, MEU PAI DO CÉU????

Sei lá, vai ver é o tamanho king size, vai ver o fato de ser cantora de mpb já encruou na pele e toda cantora de mpb é sapa hoje em dia. Quer fazer sucesso? Vira sapa. Vai ver que é isso. Minha musicalidade é gay!

Tá..e lá fomos nós no tal bar. Sobe ladeira, desce ladeira, vira pra cá, vira pra lá e o danado do bar gay era no lugar mais alto do mundo!
Entramos no bar e só tinha mulher. Uma mulherada, uma mar de mulher para todo lado. E um moço lindo, lindo, mas lindo de morrer sentado em um mesa, de cara para a porta. Pela força do hábito, dou aquela olhada no moço e vejo os olhinhos dele brilhando. Opa, nem tudo está perdido, penso eu. Que nada! os olhinhos dele estavam olhando para uns quinze centímetros mais alto que a minha cabeça, estavam olhando pro homem imenso e lindo estava comigo e não para mim. Afinal, estávamos em um bar gay!!!

Definitivamente o mundo é gay.

Cena 2
Tô em outro bar, já aqui em Campinas e um grande, um imenso, um tremendo amigo vem me falar:
- Preciso de você para fazer mais uma dublagem, só que dessa vez é personagem principal, tem um que é a tua cara! Tô na maior agonia, o tempo tá acabando e tenho que entregar todo o filme pronto até dia 15. Vamos gravar!!
-Mas eu faço, com certeza! Mas qual é o personagem assim, tão minha cara?
-Ah, é um filme sério. A história de um cara que é assassinado e a mulher dele e a puta que ele era amante se unem para desvendar o mistério do assassinato.

Agora vamos lá. Adivinhem que personagem ele achou a minha cara?
Exato!
A Puta!!!

Tô ferrada nessa minha vida!

De sapa à puta, na mesma semana!

Isso que é ser maleável.

PS: Eu to amando a humanidade!

6 comentários:

Vivien disse...

kkkkkkkkkkkkk...voltou em grande estilo, minha querida.

Tatiana disse...

ha ha ha

Ronaldo Faria disse...

Não ligue para o mundo, cheio de gente chamada Raimundo... E continue "gay" e "puta", ou lá o que acharem que você (sensual e feminina) possa ser. E dá-lhe mais público... Empurra CD neles. BEIJOS!
Ronaldo Faria

L. disse...

Vá Fulana, furar o mundo!!!

Ana Paula disse...

e a vaca da sua amiga q ficou de ir com vc no rolê na vila madalena ainda te deu o cano... feladaputa....aahahahahahahahahaaha

Tatiana disse...

ana,
ha ha ha ha
isso foi verdade! me deixou na mão...mas acabou dando tudo certo!
Adorei te conhecer, viu?