quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

Pimenta, Cravo e Canela


Amanhã faremos nosso último show do ano.
Nós três. Eu, Fernanda Dias e Taïs Reganelli.
Fico tão feliz com esse encontro, acho tão bonito essa parceria toda, acho lindo de morrer mesmo.
Minhas amigas tão queridas e tão talentosas.
Nosso show chama-se Pimenta, Cravo e Canela.
Quem é o que??
Ha ha ha ha ha
Vai saber, né?

Então estaremos lá, cantando as nossas canções, nossas parcerias e nos despedindo desse ano de 2006. Com muita música.
Quem puder, que venha também!

9 comentários:

Bruno Ribeiro disse...

Eu vou nem que a vaca tussa. A matéria sai amanhã. Sem foto (eita, que merda). Não deu por falta de espaço e opção editorial, infelizmente não sou eu quem decide isso. Mas vi as fotos e ficaram ótimas, vou ver se o fotógrafo pode enviar algumas pra vocês. Bom show amanhã, será ótimo ouvi-las.

Vivien disse...

estarei lá.;0)Já combinarmos por aqui...vai rolar uma "blog mesa"..ahhah

Ronaldo Faria disse...

Tentarei ir. Farei força. Falei de você na crítica da Ângela Ro Ro hoje. E era tudo verdade. Beijos. Cuide-se.
Ronaldo Faria

Carlos disse...

Três tigresas no pantanal!!!Beleza!!!

Clélia Riquino disse...

A gente tb vai...
bjos,
Clélia & Arnaldo

Claudia disse...

Hum... se Resende não estivesse a seis horas de viagem... hehehehe... mas estarei em pensamento, tá bom?
Linda foto.
Bom show, mil beijos.

Ps - caraca, tu és alta pacas!

neutron disse...

Despedir-se com mmúsica, muito bom!

Boa sorte no show. :)

Cristiano disse...

Las comparsitas!

Ainda vejo esse show!

bjs

Clélia & Arnaldo disse...

Tati,

Gostamos muito do show de ontem. Fomos embora mais cedo, pois não somos notívagos, somos mais “dormívagos”. Por isso, não deu pra te ouvir cantar as coisas da Joyce que a gente queria. Aliás, dentre as canções que mais gostamos dela, estão Samba da zona e O chinês e a bicicleta. Além disso, estas músicas são a tua cara. Estes links são pra você conhecê-las.


Samba da Zona
Joyce


Quando estou num baile,
é duro de agüentar
Todo o mundo cisma
de dançar com meu par
Tiram ele de mim
e não me deixam em paz
Porque ele aprendeu na zona,
com as profissionais
E é por isso que ele dança
e dança assim tão bem
Quando cai no samba então,
não tem pra mais ninguém
Ele é sensual e sabe conduzir
Sabe que uma dama
também quer se divertir

Silêncio agora no salão
que o show vai começar
E o meu par na banda
agora assume o seu lugar
Ele é genial, todo o mundo diz
Porque ele aprendeu
na orquestra lá do Tabariz
E é por isso que ele toca
e toca assim tão bem
Quando cai no samba, então,
não tem pra mais ninguém
Ritmo infernal, frases tão sutis
O que ele aprendeu na zona
é o que me faz feliz

O chinês e a bicicleta
Joyce


Como o chinês e a bicicleta
Como Cartola e Dona Zica
Como a paisagem e o cartão postal
Como Romeu e Julieta
Catupiri com goiabada
Como quem fica junto no final
Como o navio e o marinheiro
Como uma fronha e um travesseiro
Como uma flor e seu perfume
Como o sorvete e a cobertura
Não como um quadro na moldura
Mas como coisa que completa
Como uma curva e uma reta
Como o tesão e a ternura
Como o chinês e a bicicleta

bjo gde,
Clélia & Arnaldo