quarta-feira, 4 de outubro de 2006



A ARTE DA PAQUERA NO TRÂNSITO

Pode parecer coisa simples, qualquer um faz, mas não é verdade.
Saber cortejar dentro de um carro, ser elegante e realmente chamar a atenção de uma mulher não é para quem quer, e sim, só para quem sabe.

Uma vez eu estava parada no sinal e um carro estava um pouco mais à frente minha frente e eu só conseguia ver ao braço esquerdo do homem que dirigia. Eu gosto de mãos masculinas, vivo reparando nelas. Era um braço magnífico e fiquei curiosa para ver se o resto do moço combinava com aquela braço.
Muito discretamente fui avançando, devagar, olhando para os lados, fingindo distração e olhei o moço. Ela combinava todinho com o braço dele! Um espetáculo de motorista!
Olhei, apreciei, o moço nem percebeu que eu tinha dado uma secada nele e segui meu rumo.
Mas pelo retrovisor eu via o carro atrás do meu. Eu virei. Ele virou.
Eu fui e ele foi. Na pista de alta velocidade ele emparelhou o carro ao lado do meu, me deu um sorriso de propaganda de pasta de dente e fez um movimento com a mão, como se estivesse olhando a própria palma da mão, lavando o rosto sem tocar na pele. Dá pra entender? Na linguagem dos surdos-mudos isso significa bonita. Pelo menos foi o que uma amiga que conhece o assunto me disse.
E saiu lindo, todo braçudo, todo cheio de dentes bracos, seguiu o rumo dele.
Nem sei se é isso mesmo, mas bem que eu gostei da experiência. Me senti divina, lindíssima, um poder. Cantei, aos berros, todas as canções que o rádio tocava, andei rebolante por todas as ruas que passei. Fiquei rindo sozinha por muito tempo lembrando do mudinho charmoso que encontrei pelas ruas da cidade.
E, por garantia, tratei logo de rememorar todo o alfabeto de sinais que eu sabia de cor na minha mais tenra juventude.
Se ele aparecer de novo em minha vida, estarei preparada, se ele for mudinho mesmo.
Se não for...bem, se não for...eu posso usar outras linguagens para ele.
Preciso retribuir a delicadeza.
Homens assim são uma benção para a humanidade feminina.

2 comentários:

Vivien disse...

hahahah....não é que toda mulher olha pra mãos mesmo? Como somos interesseiras...hahahah
Adorei o post, tb tô elocubrando sobre esse tema lá em "Casa", bj.

Ronaldo Faria disse...

A classe penhorada (dos homens e mudinhos) agradece.
Ronaldo Faria