segunda-feira, 21 de agosto de 2006

Mais difícil que romper é perceber que não dá para voltar ao que era antes, bem no comecinho.
Chato, ne´?
Eu sempre digo que emoção é como raiz de planta agarrada na alma da gente. Quando uma relação morre a raiz ainda fica lá. Tem que arrancar mesmo, tirar o torrão de amor que ainda existe, ou dá mágoa, ou da dor. E no lugar que existia só sobra um grande buraco cheio de nada.
E a solução é igual a uma planta mesmo que foi tirada da terra. Ou se coloca mais terra ou espera que o tempo, que a chuva e o vento cubra.
Jogar terra seria arranjar qualquer um para colocar no lugar. É possível mas eu me sinto estranha. É um tal de gente querendo colocar terra em meu buraquinho ( ha ha haah ficou engraçado isso, deselegante, mas engraçado!)). Não é assim que eu funciono. Prefiro o tempo, a chuva, o vento em meus vãos de Alma.
Por enquanto eu vou toda esburacada, cheia de poça de água parada.
O que me resta e ficar pulando nelas, transformar essa alagação em brincadeira de criança. Rir um pouco mais de mim e da vida.
E olhe que eu sou uma de riso frouxo, frouxo!

PS: Tem um moço me fazendo a corte, com direito a flores, bombons, bilhetinhos, torpedinho, o escambau.. Está com pá, carrinho de mão e picareta. E eu nem aí. E ele jurando que eu vou morrer de erosão se não der uma oportunidade.Jura que é rico em hummus de minhoca e esterco.
E para mim, esterco é sempre bosta!

8 comentários:

Anônimo disse...

Amor Ágape

Um amor puro, fiel, único, verdadeiro, incomparável, eterno... Esse é o amor de Deus por nós.


Muitos de nós temos a hábito de falar "Te amo" em qualquer relacionamento no qual estamos envolvidos. Porém, nem sempre esse amor é real. Existe o gostar e existe o amar; são duas formas diferentes de sentir algo por alguém.

Falar que "ama" é algo forte. Além disso, também existem diferentes formas de amor. Amor de mãe, amor de filho, amor de amigo e amor de namorados (o mais usado entre os jovens). Você conhece alguém há cerca de um ano e já diz que ama loucamente essa pessoa. É possível? Sim. É provável? Não.

Paixão não é amor. Amor é algo que supera qualquer expectativa. E como está escrito, "o amor tudo crê, tudo espera, tudo suporta". Já os apaixonados são muitas vezes egoístas. Parece estranho dizer que quem gosta do outro é egoísta, mas são. Buscam simplesmente seu bem-estar no outro.

Porém, existe um amor que nos une e é maior que qualquer outro sentimento. O amor do Senhor por nós. Esse chamado de amor "Ágape". Quando amamos, dizemos que esse amor é tudo, puro, sincero, fiel etc... Muitas vezes até falamos que esse amor é incondicional e o comparamos ao amor "Ágape". Entretanto, entre nós seres humanos mesmo que pensemos que amamos de maneira incondicional, ou seja, sem precisar receber nada em troca, necessitamos de uma coisa do outro: "o outro".

Não existe maneira de amarmos alguém sem que essa pessoa exista. Então, precisamos receber dessa pessoa sua existência. Mas o amor "Ágape", esse amor do Pai por nós, é incondicional. Que magnífico é entender isso! Ele não precisou nem que existíssemos para nos amar. Nos amou primeiro. Nos imaginou. Nos idealizou. Nos comprou por um preço altíssimo. Esse é o verdadeiro amor.

Que o amor que o Senhor tem por nós inunde o seu coração e transborde para outras vidas de forma pura e sincera.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3.16.)

Tenham uma semana de vitória no Senhor!!!

Cuidado com as erosões, podem ser profundas e irrecuperáveis principalmente se os anos já se passaram e o frescor da terra, com seus devidos nutrientes, já não mais estão disponíveis. Fácil saber, basta observar (fotos por exemplo). Só vinho melhora com o tempo e mesmo assim os de reserva especiais os outros tantos tem também seus dois anos de validade.

Ronaldo Faria disse...

Muita calma nessa hora...
Cuide-se.

Tatiana disse...

o cabra aí em cima me chamou de velha!!! ha ha ha ha

quina vida disse...

isso moça. isso. e que o vento traga as novas sementes.

Vivien disse...

(hahhaha....chamou mesmo e pregou...o que pode ser pior???)
E quanto ao cara que esta te "fazendo a corte" ( adorei o resgate da expressão)...tadinho, Tati...da uma chance ai pro moço...;0)

dine disse...

ô minha amiga, vou te ligar...

Anônimo disse...

Na verdade foi você que começou com a história de lôba... e que ninguem nos ouça, tá bem pertinho

Tatiana disse...

Assumo a minha maturidade. Ás vezes loba, outras vezes cordeiro...