terça-feira, 18 de abril de 2006

Terceiro dia....
Posso realmente matar um...

Acho que vou meter um processo na Philips Morris pelo meu estado emocional de hoje, quando tento largar este vício dos infernos. Se eu me enquencrar com a justiça, a culpa é do Marlboro que foi banido da minha vida.

Tô com um sono impressionante, nem quand0 eu estava grávida quis tanto dormir!

Minha paciência é zero. Zero, zero e zero. Não arranjo confusão, mas falou, leva de volta e eu nem tenho tempo de censurar a minha boca. Quando vi, já saiu.
Tenho medo do que posso fazer porque sinto que eu posso machucar alguém que se meter em meu caminho.
Mas sei também que isso tudo é coisa da falta do cogarro, se eu passar por esta fase, tudo fica mais fácil.

Fui ao primeiro bar hoje. Fui tocar e quase caí em tentação. Por isso desisti de ir ao aniversário do Renato lá no Pantannal. Seria tentação demais para mim. Tentação para fumar como tentação para matar um.
Melhor ficar na minha.

Eu sou bem capaz de largar esta merda, mas junto com o cigarro acho que meu namoro míngua porque eu tenho ímpetos de bater em Silo, coitado. Não faz nada e já me deixa irritada. Exatamente prque não faz nada! Devia fazer algo, pô! Só não sei o quê. Melhor manter distância de mim porque eu estou perigosíssima!

3 comentários:

Ronaldo Faria disse...

Menina, muita calma nessa hora. E apesar de não ter sido convidado para o seu aniversário, devo ir ao Pantanal dia 22. Até lá, calma. Um cigarro não vale um relacionamento. Ou vale? Por quê largar um vício se no fim não teremos nada, nem vício? Mas não pense em nada do que eu digo. Estou sem final de semana há dias e terei só dois em quase dois meses. Logo, esqueça os meus "conselhos". Ou lembre. Ou esqueça. Ou relembre... Leve a sério. Ou não leve. Na verdade, faça o que você quiser! Cada um com seu cada qual.
Cuide-se!
Ronaldo Faria
Ps.: Preciso escrever sobre o CD infantil e encontrar Paulinho lúcido. Zaiman me prometeu que, passado o inferno astral dele (Paulinho), ele fica meio sóbrio, Torça-mos. O alcoolismo é foda...

Bruno Ribeiro disse...

Que parar o quê, minha amiga! Pra quê se torturar assim? Se fumar, você morre. Se não fumar, você morre. A diferença é que sem cigarros você morre, digamos, saudável. Mas até aí, morreu neves! Beijos, cof...cof...cof!

CLICK disse...

Tati
Procure os FLORAIS, ajudam e muito, diminuem ansiedade etc. Barato e eficiente. Toda a ajuda é bem vinda !.Beijos,