quarta-feira, 28 de dezembro de 2005

O descanso da guerreira

A minha auto-imagem para o final deste ano é o coelhinho da propaganda da pilha parando lentamente.
Cansaço. Cansaço e mais cansaço. E a coisa piora um pouqinho quando penso que não poderei parar tão cedo porque trabalhadores autônomos que não fazem poupança não tem direito as férias.
Ai, minha mãe do Céu, eu queria tanto um colo bom!
Poucos dias depois recebo a notícia que uma velha e boa amiga está de passagem por São Paulo e vem em minha casa.
Ela. A Bruxa Velha, a Mãe Mandingueira. A Irmã das ervas, dos punhais, das pedras, da roda de cura, de magia e encantamento.
Aquela que me abre as cartas pela Embratel, aquela que quando a coisa aperta mesmo eu ligo e digo: segura minhas pontas, minha irmã, porque eu preciso de sua força aí.
E a força veio!!!
Tá aqui em casa. Botou ordem no puteiro, pegou minhas pedras abandonadas, lavou, quarou no sol, queimou sal e álcool, viu meus caminhos no papel tão amarelado por tantas mãos e me deu o colo da mãe-irmã. E deu esporro também, deu bronca, puxão de orelha porque andei tão desleixada que mereci mesmo. Assumo.
Mas deu aquele colo bom, peito bom com cheiro de leite fervendo, a espuma que corre é todo aquele amor pelo mundo que sobra e transborda.
Me prometeu uma massagem daquelas, me cobrir de cristais da cabeça aos pés, me dar banho de ervas arrancando do corpo o antigo e desnecessário.
Ai...como é bom ter uma mão que lhe afaga a cabeça e a outra a manejar o sutil calor do invisível.
Ai, como é bom cair no chão e olhar pro alto e ver um rosto que só diz: coragem!
Como é bom tomar café vinte vezes ao dia, rir de histórias passadas, falar dos nossos amores, das nossas tristezas.
Como é bom ouvir as vitórias de quem a gente ama e admira!!
Como é bom saber que tem mais gente como a gente!!!
Minha amiga, você foi um presente dos céus!

8 comentários:

Ronaldo Faria disse...

Amigo, coisa rara. Aproveite. Só os temos se fazemos por merecê-los. E você, certamente, o fez.
Ronaldo

Dora W disse...

é mt bom ter uma mão q afaga mesmo.. dói quando penso q minha mãe não tá aqui em casa.. mas isso td passa qd volto pra casa dela..

Feliz Ano Novo!

quina vida disse...

como eu gosto do que você escreve. e demais.

depois o leio o daí de cima.

esse me deixou com a vontade de um colinho bom também.

beijos passo por aqui antes de sábado.

Anônimo disse...

Oi, sou eu, vim para Sampa, mas continuo aí inteira de pensamento. Que os anjos dos céus te proteja e te guarde, que as estrelas cadentes ilumine o teu caminhar, que o arcoiris dê as cores da alegria, que as chuvas de verão alimente o teu germinar, que consigas decifrar as mensagens trazidas ao vento, que a mãe terra te dê colo. Hoje e sempre tua grande mãe, irmã e cumplice. Geu

Tatiana disse...

essa danada é quem tem o melhor colo do mundo!!

ariadne disse...

Ah que inveja boa :-). Inveja de outra autonoma sem 13o. :-( beijonho , um 2006 inesquecivel pra ti.

Ninita disse...

porque meus recados não aparecem aqui??????????quero uma mágica queeeeeeeeeeeero!!!!!!

Ninita disse...

não acredito..........deu certo Tati que saudade.....que inveja boa senti de vcs poderem estar juntas....quanto eu eu sonho com aquelas noites regadas de boa musica, lenga qdo eu chegava do Carnaval cheirando a água de Filhos de Gandhi? Como fui feliz e vcs são grandes responsáveis por isto. Amo vcs....Beijos!...
Ni (*