quinta-feira, 2 de setembro de 2010

resuminho básico

Uma enxurrada de ex. Parece filme de terror de quinta categoria, cheio de zumbis que correm atrás de mim. Sempre disse que ex é como tomar café requentado. Tenho tomado alguns goles e confirmo: prefiro café passado na hora.
Mas isso tem um lado bom, percebo que é verdade esse negócio de que tudo tem um lado bom. Por exemplo, se eu não tivesse revisto um ex eu não teria tido aquela sensação maravilhosa que é a certeza que devia ter se separado mesmo. Me imaginei com ele, durante esses anos todos. Ele ficou naquela vida que a gente vivia, só que com outra família. Eu virei o que eu virei. Absolutamente impossível sermos uma dupla outra vez. Um alívio saber que mudei mesmo.
Um fofo,um querido, mas jamais marido outra vez. Óbvio que é um ex marido de câncer. Não aguento mesmo homem de câncer!!!

Abandonei as oficinas mais recentes. Não estava aguentando tanta miséria humana, tanta criança em risco, tanto papo brabo. Mas, principalmente, estava de saco cheio de dar mil e quinhentos esporros por dia. Saco cheiérrimo de cortar as tendências libidinosas daqueles adolescentes, de mandar sair do colo, parar de se esfregar. Me senti a minha vó, cortando o barato de mãe, doida ora dar. Cansei desse papel mas se tem que ser "educadora" tem que ensinar que na sala de aquela não é lugar pra assanhamento. Aprender a hora e o lugar pra sacanagem já é uma boa coisa.
Continuo dando aulas, mas em quantidades que eu posso manter a minha sanidade e a minha identidade.

Ando em caso de amor com a casa. Adoro ficar aqui, sozinha, mesmo que gostasse de ter alguém mais constante. Gosto da casa e gosto que as pessoas gostem daqui. Meus vizinhos relativamente silenciosos, mas existe um menininho que me faz querer virar devota de São Herodes. Ele grita agudo e sempre cedo. Ainda bem que já estou acordada porque minha vontade é mandar calar a boca.
Na casa antiga eu tinha o Vopp: Vizinho Ótimo Pra Porra, um galego boi-zebu que era um espetáculo, cara de mau, atlético, dono de jipe, só andava com bota de caminhada...um sonho de consumo. Aqui tenho uma loirinha super simpática. É..não dá pra se dar bem em todas. Meus amigos é que se divertem...Cadê a loirinha? - perguntam - Sei lá, porra. Deve estar lavando louça - respondo - despeitada.
Despeitada...um absurdo eu dizer isso. Tô super peitada. Peitadíssima. Engordei depois que parei de fumar, me sinto uma baleia jubarte ovulando e tudo meu foi pro peito. Peito e coxa. Não falei bunda, coxa mesmo. Me sinto medonha e corro como se o diabo corresse atrás de mim, pra ver se perco peso. Sei que daqui a pouco meu organismo vai se aquietar outra vez, mas tá foda essa vontade de comer sem parar.
Continuo forme sem o cigarro. Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu! Arrasei.

Djembe é, definitivamente, filho do demônio. Minha linda horta é uma defunta, eu sou uma péssima orientadora de cachorro porque hoje, depois que ele destruiu três vasos em um só dia, dei-lhe um belo de um tabefe no focinho, no instante que vi o torrão de minha azaléia entre seus dentes. Ele chorou, eu chorei e quem chorou mais foi a azaléia assassinada.
Ele está assim porque a fazenda que a ente anda todo o dia pegou fogo ontem e eu to com receio de ir lá. Muita poeira, solo quente, sei lá. A falta de exercício faz ele ficar doidão e ele me deixa doidona.
Dei banho em todos hoje e quis me afogar no balde quando vi os três rolando na terra, logo depois. Por isso eles fedem. Não sabem se comportar.

Tenho cuidado de mim de forma muito coerente.
Cuido do corpo,cuido da mente e cuido do espírito.
Louca pra sair em aventura.
Louca por um tremilique por dentro.
Louca pra chegar a hora !

Saudade daqui.
Saravá!

9 comentários:

Morena disse...

Que bom que voltou ...

Georgiana disse...

Eu sinto saudades mais imensas... sei como se sente em relação a tudo. Bem-vinda, amiga virtual.

Viviane Zion disse...

Ex- atrás da gente é uó mesmo!

Chuta que é macumba!!!

rsrsrs...

Vivien Morgato : disse...

ahahah...Tati, vc sempre tirando risos de tudo. Se eu te encontrar em um velório, fujo, porque sei que vou rir de algo e dar bafão.
beijos.

Andrea disse...

Impressionante!!!
Voce escreve com tanta propriedade e universalidade, que teu blog deveria se chamar COISAS EM COMUM!
bjs, é sempre bom 'te' ler!

May disse...

Esse blog é um lixo igual a dona
kakakakaka

Anônimo disse...

e sua vagabunda sem talento..
tú é tão ruim que nem voce gosta de sua musica, com essa cara de merda que se tu fosse puta morria de fome

Anônimo disse...

GO TO HELL
sperma de cane in vobis..
et Daemones tuis manducaturi pussy

Mephisto disse...

Tuas amigas são legais, tu deve ter inveja delas,,
tu não goza e nao quer os outros gozam

morra no anonimato,pq essas sua musica são uma porcaria