quarta-feira, 8 de julho de 2009

aquelas escorregadas que denunciam a sua idade

1-Pedir pra discar o número do telefone.

2-Dizer que quer ouvir o disco de alguém. Esse alguém nunca gravou um disco na vida. Só cd.

3-Achar a música "Rancho da Goiabada" do João Bosco uma música grude. Ninguém na faixa dos 20 conhece.

4- Comentar a Copa de setenta.

5- Saber a trilha do Vigilante Rodoviário e Nationaro Kido

6- Lembrar do Topo Gigggio cantando Meu Limão, meu limoeiro

7- Achar a Sônia Braga muito fofa quando trabalhava no Vila Sésamo

8- Lembrar da Sônia Braga já está ficando meio bandeiroso

9- Ter calçado um bamba

10- Ter fumado cigarrinhos de chocolate

11 - Ter realmente se preocupado em quem tinha matado a Odete Hoittmam e Salomão Ayala.

12 - Ter tido pesadelos com a Dona Redonda que explodiou em Saramandaia. E o cara que expelia formigas pelo nariz? Credo...

13- Ainda usar as expressões " bicho", "achei o cara um pão", ter algum amigo que um dia deu berrinhos "issssaaaaaaaaaa".

14- Saber completar a frase que foi um sucesso no comercial do Colorama..."Minha voz continua a mesma mas os meus cabelos??
Quanta diferença!

15 - Ter usado meias coloridas por causa da novela Dancing Day's.

16- Ter visto os pentelhos da Cláudia Ohana na Playboy. Na semana que saiu, claro.

17- Falar que gosta de música lado B.

18 - Usar a expressão " vire o disco".

19- Usar a expressão vitrola quando se refere a ouvir música e pick up era somente um tipo de carro.

20- Entender que quem toca, toca alguma coisa, ou algum instrumento. Jamais aceitar que um cara que põe música em "vitrola", "virando disco" e caçando um monte de músicas lado B toca alguma coisa, além de punheta.

21- Usar a expressão troca-troca.

22- Saber o que é o teste da farinha.

23- Saber de cor as canções infantis dos disquinhos coloridos.

24- Ter jogado Atari

25- Saber de onde nasceu a expressão " sapatão" e cantar a música todinha.

26- Lembrar do Carequinha cantando que o bom menino não faz xixi na cama

27- Quem bate?? É o frio!!! Quando os cobertores Parahyba eram o máximo em matéria de aquecimento.

28- Ser ecológico era somente não jogar lixo na rua.

29- Saber como é que é trepar somente com medo de gravidez. No máximo, uma sífilis. Trepar sem camisinha. Trepar com quem quisesse, mas perguntando, pelo menos o nome. E o cara tinha que ser " um pão".

30- Sair pra ficar beijando muito era coisa de crianças de oito anos.

31- Saber a felicidade que dá ver o carteiro chegar com uma carta pra você.

32- Ter tirado a carteira de motorista sem fazer idéia do que é uma direção defensiva. Se decorasse as placas, tava ótimo.

33- Ter passado o diabo pra conseguir dar pro namorado dentro da própria casa.

34 - Ter dado gostoso dentro de um fusca.

35 - Poder ver " corrida de submarino". Um monte de casal, cada um em seu carro, nos malhódromos sem medo algum de ser assaltado.

36- Acompanhar o placar das diretas já batendo panelas.

37 - Ter fugido de polícia por questões ideológicas.

38- Não aceitar as proibições por causa desse passado político, cheio de companheiros, de esperanças, de luta, de sangue, suor e cerveja.

39-Ter defendido ou acusado comunistas afirmando que eles poderiam mesmo, ou jamais, ter comido criancinhas. E depois de velho descobrir quer os padres todos eram "comunistas".

40- Ter saído nas ruas cantando e dançando ao som do seguinte refrão:
Sábado tem festança! Churrasco de criança!

41- Ter uma coleção de videos de sacanagens que eram assitidos sozinhos, sem platéia, sem família perto, com muita culpa e vergonha.

42- Suzi era a boneca super mega hiper blaster plus.

43- Manequinho tinha pinto de borracha e era uma beleza vê-lo fazer xixi apertando o botãozinho das costas

44- Ter raiva do Bob e tara pelo Falcon.

45 - Sentir saudades do Canal 100 antes dos filmes no cimena.

46- Ter visto Garrincha fazer seus dribles.

47- Ter visto Pelé realmente com sangue nos óio.

48- Ter fumado em sala de aula da universidade

49- Ter fumado o Da Lata.

50- Ter visto o Michael Jackson realmente preto.

PS: Essa lista teve a colaboração da jurássica Carô Murgel, a diva do IFCH dos anos oitenta.

11 comentários:

Carô disse...

Diva é coisa de véio, hahahahahaha

Tatiana disse...

hahahahahahahhahahahahaha

Patricia(Gô) disse...

ufa , não lembro de nenhum desses .E ai Tati ,tudo magiclic?...rs

Georgiana disse...

Ter assistido balão mágico quando a menina ainda era inocente... ir brincar na rua sem se preocupar... tomar banho de chuva... andar de bicicleta... caloi... monark... tanta coisa boa! Não é dar bandeira não, é lembrar que a gente viveu, Tati, lembrar que a gente tem muita coisa para relembrar e sorrir!

Fernando Siqueira disse...

JESUS CRISTO!!! Quê que tá acontecendo com você, muié?!!! Aliás, vocês, né, já que a Carô ajudou... Ai, meu Deus... as coisas que vocês desencavaram... Até a música do Carequinha!!! Achei que só eu lembrava disso! Nacionaro Kido!!! Monstro Giabra! Inkas Venusianos!!! Agora não durmo, né, tentando lembrar disso tudo e tudo o mais que vocês ou não lembraram ou preferiram não dizer que lembram... Compacto duplo!!! Iê Iê Iê!!! Calça furta-côr.. OK... melhor deixar quieto... se eu continuar aqui vou acabar falando do Zorro... não o de preto... o de branco, que tinha o amigo Tonto, que gritava "Aiô, Silver!!!" ih... falei... pronto...

Arnaldo disse...

Uma pessoa que viveu tudo isso só pode ser um Boko moko.

Tatiana disse...

aháaaaaaaaaaaaaaaaa

Georgiana disse...

Fernando,
vc esqueceu daquele zorro que tinha roupas de todas as cores!

dodo disse...

teste da farinha? que parada é essa?

NINITA disse...

SERÁ QUE SOU VELHA E BURRA?...QUE É O TESTE DA FARINHA? COMO FUI PERDER ESTA?
UM BEIJO, VOCÊ REALMENTE FAZ A DIFERENÇA.

xandz disse...

Hahahahaha! Eu fumei "O da lata"!!!