sexta-feira, 5 de junho de 2009

Você.
Nessa madrugada fria me lembro mais do que nunca de você.
Meu pedacinho de mim que cresce. Meu eu em formação.
Lembro de você agora pelas corridas que dava à noite, se esgueirando por minha cama, procurando o calor manso da minha pele. Da minha carne que é tua carne.
Minha carne se desintegra e se esparrama pelo mundo.
Como é difícil ser mãe, ser amor e desapego, ser a mão que pesa e a mão que alisa.
Como é difícil ser gente, meu filho.
Faça um esforço pra ser o melhor tipo de gente. Ser bom, ser gentil. Ser útil não é difícil, é só uma questão de querer.
Queira fazer a diferença neste mundão de meu Deus. Queira honrar minhas virtudes e as do seu pai. Queira aprimorar o nosso sangue que corre em você. Queira ser lembrado como uma pessoa que vale à pena.
Isso aqui está virando um manual, mas é incontrolável. O que deixamos aos filhos, além daquilo que acreditamos?
Eu acredito na honra, meu filho. Acredito também que tem horas que temos que saltar e lutar, mas lutar com honra e com piedade.
Acredito no amor. Sim, tanto no amor romântico, como no amor que brota como nascente incontrolável, esse amor que alaga tudo. Se deixe alagar quantas vezes for necessário. Uma vida seca é tão triste, meu filho.
Cante! Cante muito mesmo que você cante desafinado. Cante sempre! Faça amor, faça música, faça riso, faça graça, mas, puxa vida, faça alguma coisa para que sua vida não seja em vão.
Faça pequenas loucuras. Tenha grandes sonhos.
Seja generoso.
Perdoe.
Perdoe seus inimigos, mas não esqueça os nomes deles. Permita uma saída de emergência para que eles fujam em momentos de confronto.
Se é pra bater, bata forte.
Se é pra chorar, chore por aquilo que vale à pena.
Cuide de seus dentes e de seus joelhos.Um dia vão fazer muita falta.
Aprenda a meditar.
Reze de forma espontânea.
Ria de si. Tire sarro da vida porque ela gosta de gente que é leve.
Jogue para se divertir.
Não permita nada que te tire a capacidade de discernimento.
Reaja dante de injustiças.
Aprenda a levantar com dignidade. Aprenda a cair com dignidade.
Aprenda a dar cambalhotas rápidas.
Fique de cabeça pra baixo mais vezes do que as pessoas achem normal.
aliás, não queira ser normal.
Dance daquela forma descabelada que me fazia rir. Dance sem se preocupar com os outros. Dance feliz da vida!
Dance, cante e saiba algumas poesias de cor.
Escreva cartas e mande pelo correio. Se faça perpetuar nas linhas.
Use roupas coloridas.
Uive pra lua, meu bem.
Corra atrás de raposas, fça cócegas na barrida dela e deixe água limpa para os passarinhos.
Não acredite em tudo que te dizem.
Ouça seu coração. Ouça a sua intuição.
Reconheça o que é sagrado e o que é profano. Misture um pouquinho as duas coisas.
Acredite no invisível, no inominável.
SINTA!
Seja você.
Meu pequeno grande homem.
Meu filho que hoje faz catorze anos.
Puxa...a ampulheta da vida corre rápido e a areia que eu vejo cair é cheia de cores e brilha no escuro.
Que hoje seu brilho seja ainda maior.
Com amor
Mamãe

8 comentários:

Fernando Siqueira disse...

Tati... sem palavras... Gostaria de tê-las, muitas, pra poder comentar sobre esse seu texto, mas não deu... você as usou, todas elas... Resta dizer o que?! Queria ser eu o filho a receber da mãe um texto desse...

Patricia(Gô) disse...

Tati , que texto ma-ra-vi-lho-so ...que mãe maravilhosa é vc!...seu filhos e vc merecem ...bjo

Patricia(Gô) disse...

merecem tudo de bom nessa vida ...

CHEL disse...

Isso não é um manual...isso é amor.
E amor de mãe...tsc, é insubstituível. incomparável, incondicional...e inesquecível!
por isso é amor de mãe...
mãe que conhece e reconhece esse sentimento desde a concepção.
muito lindo, tati. me emocionei.
Parabéns ao filhote! E à você também.
Beijos

Morena disse...

PQP .... CHOREI!

Sabrina Zahara disse...

Peguei biscoito e cafézinho; o gosto salgado da lágrima que fugiu dos meus olhos (enquanto li o texto)não ficou muito bom com o café, mas foi divino pro meu coração.


Obrigada pelo acolhimento rsrs

paulinho damascena disse...

Lindas palavras, parabéns!
emocionante....
Espero uma visita sua ao meu Blog

http://pc.souza1972.blog.uol.com.br/

Rafael Torinho disse...

Porra TATIANA ROCHA!!!

Vcs dois são fodaaaaaaa