terça-feira, 5 de agosto de 2008

O passado vem, bate a minha porta, me pede pra ligar, pra dizer alô. Diz que sente falta, saudade, blá blá blá blá...
Que ironia, que louca ironia.
E eu só fico olhando.
E cada vez entendo menos esses caminhos que a vida toma.
Às vezes eu tenho vergonha da natureza humana.

Um comentário:

Juliana Hilal disse...

Eita, lálá.
Eu sei como é isso, meu bem.
Já passei por cada uma...
Nada que um mulherão virado na porra não tire de letra.
Bjuuusss