quinta-feira, 12 de junho de 2008

Dia dos Namorados

Um dia que o comércio pensou pra dar uma aquecidinha nas vendas. Tudo bem, estou sendo pouco romântica, mas é um fato.
É claro que é sempre bom trocar presentes, deixar um dia especial para você poder falar com todas as letras o quanto você ama alguém, tudo isso é uma delícia. Mas para aqueles que andam sozinhos, que buscam, buscam e só se ferram, para aqueles que acabaram de terminar alguma relação, para aqueles que ainda não se recuperaram daquele fim tão mexicano ou para aqueles que simplesmente não encontraram a sua cara metade, o dia dos namorados pode ser bem desagradável.
Dá uma sensação de solidão, parece que o mundo todo tem um par, menos eu.
Bobagem.
Eu escrevo hoje para aqueles que não tem namorada e nem tem coragem de tratar um " rolo" desta forma. É para os que estão solitários hoje.
Eu já passei alguns dias dos namorados sem namorado. E já liguei para uma grande amiga para dizer a ela , que estava meio borocoxô por causa do dia dos namorados, o quanto eu achava ela o máximo e que se eu fosse homem ou sapata, eu a pedia em namoro! Eu já trabalhei muito em dias comemorativos. Eu sei bem essa sensação.
Hoje eu escrevo pra você que tá só e se sente uma merda.
Sinta não! Antes só do que mal acompanhado. Isso é uma verdade mesmo que vale à pena acreditar.
Outra coisa...tem tanto namoro morno, uma bosta que já está meio caído, meia boca que no dia de hoje faz teatro de felicidade. Não acredite em tudo que você vê por aí. Ficam exibindo tanta felicidade e isso pesa na gente.
Eu lembro de uma época que eu fiquei nove longos meses sem dar nem beijo na boca. Aliás, nem seguraram em minha mão. Um dia, no ônibus, eu vi um casal bem simples, bem humilde mesmo, faltavam vários dentes no casal, tudo meio sujinho e eles estavam tão felizes e eu pensei "puta merda, todo mundo tá com sua tampa, menos eu".
Mentira. Tinha um monte de gente sozinha por aí, eu é que não estava pronta para amar outra vez. Esperei o tempo certo e voltei a vida, ainda mais animada e mais feliz.
O ano passado foi o ano que eu decidi viver a vida de solteira total. Assumi que eu queria ficar só e gandear. Gandeei. Sambei. Me acabei em noites regadas a música, dança e alegria. Foi ótimo. Conheci gente muito divertida. Ouvi cantadas engraçadas, chulas, vexatórias, galanteadoras, impressionantes. Minha auto-estima bateu no teto.
Aí, quando eu menos esperava, tava lá eu metida até o último fio de cabelo em uma paixão daquelas de boa, eu tinha sido pega pelo pé quando eu menos queria e menos procurava.
É isso que eu quero dizer. O amor pode chegar de surpresa, então pra que ficar esperando ele na porta com a mesa posta? Cansa tanto isso. E assusta os pretendentes e as pretendentes.
Deixa o amor chegar de mansinho. Abre o coração pra ele.
Mas o amor só chega quando a gente deixa ele vir, quando a gente abre a alma, abre a vida e principalmente, quando a gente se ama acima de tudo.
Tão óbvio isso, é? Parece coisa de revista feminina, mas é a mais pura verdade.
Solitário de hoje, fica chateado não, tudo é passageiro. Quando o terreno estiver pronto, aparecerá. Se não aparecer, curta os amigos, a família, cuide de você.
Quando se distrair, o amor te pega pelo colarinho e te tasca um beijão na boca!
Feliz dias do namorados para quem não tem namorado!
Pode ser um dia maravilhoso pra você dizer que SE ama!

4 comentários:

Rodrigo disse...

Ô Tatiana, este texto veio no momento certo. Sabia que daria a cara no dia de hoje para me salvar. Que tédio, que vazio que sinto no dia de hoje. Ainda escutando uma MPB, daquelas que arrebentam o peito, esta foda. Ainda bem, que escreveu este post! Que vem a ser o meu alento.

Um Beijo, sou seu fã!

Mônika Mayer disse...

Ô mulher prá saber o que diz, essa!!
Sua danada, me pôs de novo prá cima! Brigadão, viu?

Um beijo e... feliz dia procê também!!

E.T. fiz meu postezito também, ficou legal e nem doeu!! kkkkkk

Tatiana disse...

Eu fico imensamente feliz com isso!

Danny Reis (a sumida) disse...

Oi, Tatiana!
Nossa, tem tanto tempo que eu não apareço por aqui! Mas não deixei de gostar de te ler não... Foi um serviço de feed que eu assinava, que não me manda mais e-mails! Simples assim. De um dia pro outro, esqueceu de mim. Que se dane! Vou todo dia dar um pulo aqui e eu mesma vejo se tem novidade.
Olha, eu sei que o post é antigo, mas pombas, você adora me fazer isso, né? Me deixar com lágrimas nos olhos. Chata, feia e boba, você! rsrsrsrs...
Só queria mesmo dizer que se eu fosse homem ou sapata, e morasse perto de você, te pediria em namoro agora! =)
Beijos, lindona!!!