quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Saudade

Estava pensando aqui como a gente acostuma com algumas coisas. Hábito mesmo. Inclusive acostumamos com o sofrimento, com a miséria, com o inacostumável.
Um dia estava eu aqui filosofando sobre a saudade e de como alguns povos assumem sua natureza mais intensa. O tango, dos argentinos. O flamenco, dos espanhóis. E o fado, dos portugueses.
Como os portugueses falam de saudade. Talvez por ser um povo marítimo, um povo que partia sempre em direção ao desconhecido, um povo acostumado a guerras e perdas. Não sei o porque. Mas fiquei pensando nisso. Que de tanto sentir saudade, algumas pessoas viciam na sensação e procuram situações onde se perpetue essa emoção. Como se, só assim, pudessem se sentir vivos. A saudade como alimento da alma. Porque viver o presente não é coisa fácil não. Mas se agarrar naquilo que já foi ou quase foi é mais fácil do que abrir o peito e viver a vida que se abre no instante do agora. A saudade seria uma fuga. Um vício quase. Não sei definir.
Aí nasceu esta canção. A harmonia é do Ugo, melodia e letra minha. Estávamos aqui em casa e ele começou a dedilhar esta harmonia. Eu disse " Mas que coisa mais linda! Que triste também...tão..tão..saudosa". Fiquei com essa idéia na cabeça, a harmonia sendo ouvida e re-ouvida. Pedia " toque mais uma vez...de novo..mais uma vez". E a canção foi nascendo com a imagem de caravelas, um porto, uma saia que balançava ao vento. A minha imagem de saudade.
E daí nasceu nossa primeira parceria.
Esse video que mostro lá em baixo foi gravado durante o show no Villaggio no dia 15 de novembro. Foi a primeira vez que mostramos esta canção em um show formal e eu fiquei feliz pra caramba com esta estréia.
A

Saudade Lusitana

Vai meu coração
Um pedaço de saudade mora em mim
E chora, sangra alma que vagueia
Só em mim vagueia
Coração
Olha o porto que abandona
Farol cego brilha em mim na areia
Na areia
Ai ai ai ai ai
Na areia
A saudade em mim
A saudade assim
Um vício que levo
A saudade em mim
Faz doer assim
Só assim te levo dentro de mim


Quer ouvir?
vem aqui e ouça.

14 comentários:

Anônimo disse...

Menina
Ouvir isso chega a arrepiar!
Ver você e Ugo juntos é uma coisa mais linda! Que canção maravilhosa!
Nem conheço ele, mas quero que venha aqui em casa, tocar em minha sala enquanto tomamos uma cervejinha diante do mar da Bahia.
Uma parceria dessa é preciosa, meu bem.
E todos os encontros que geram beleza devem ser preservados no tempo e no coração.
Te mando um cheiro de sua amiga que te ama.
Geo

Tatiana disse...

querida...
se Deus quiser, volto à sua sala e ao seu colo.

Bruno Ribeiro disse...

A saudade é o revés do parto, a saudade é arrumar o quarto, do filho que já morreu.

Tatiana disse...

Bruno,
Puta merda
essa é a frase desta canção que mais me fode!
Deus que me livre..saudade é isso mesmo.

Anônimo disse...

lindo isso..pena que cortaram o finzinho de tudo, né?
hehehehehehhehehe

Anna disse...

que coisa mais linda!
adorei saber sobre a canção, eu ia mesmo perguntar a vcs.
um grande beijo e obrigada pelo video mais uma vez...
um presentão pro fã clubinho aqui, rs...

Danny Reis disse...

Tatiana, já adicionei aos meus favoritos! Isso é lindo de morrer!
Será que sou viciada em sentir saudade? Devo ser... rs
Só sei que estou com saudade de tu! :) E de te ouvir... Acho que vou ouvir um CD seu!
Aliás, eu adoro saber de como nascem as canções...
Beijuuuus!

Tatiana disse...

anna,
eu é que tenho que te agradecer

Tatiana disse...

Danny

Já já vai me ver cantar ao vivo e a cores

Vivien Morgato : disse...

ah, dói demais.;0(
Não dou conta disso.

Marina F. disse...

Tati.
Esta música crava os dentes na minha alma.
Cê sabe, né?
Adoro.
beijo.

Danny Reis disse...

Oba!!!
:)

Tatiana disse...

Vivien..
Dói?
Ai...só dói quem tá vivo né?

Tatiana disse...

Marina.
Sei sim...sempre soube...
quando eu fiz a letra, pegava em mim também...tive que cantar muitas vezes para diluir a emoção...
mas é uma bela canção que eu também adoro!
E é tua também, se assim quiser!