terça-feira, 29 de maio de 2007

Curtas

Lição de filho

Eu levava meu filho para a escola as sete da matina. Um frio do cacete, a janela fechada. Um senhor entregando propaganda de curso de administração no sinal.
Eu agradeço e nem abro a janela.
Meu filho me olha muito sério e diz:
-Mãe, ele tá trabalhando.
-Sim, mas eu não vou ficar pegando panfleto só para sujar o carro, né?
-Mãe, é o ganha pão dele. O que custa pegar um papel?
-Mas..mas.... - gaguejo feito uma besta.
- É o ganha pão dele, mãe. Pense nisso.

Dirijo o carro me sentindo uma bosta de pessoa. Matheus está certo. O que custa eu pegar um papelzinho?
No outro dia, lá está o cara outra vez. Abro o vidro, pego o panfleto, digo bom dia e recebo o mais lindo sorriso que meu filho poderia me dar.
Me sinto bem melhor.



Presente

Chegou, mexeu, sacudiu e partiu.
Uma bolha de sabão que estoura no ar.
Ainda lembro do arco-íris brilhando nele e do cheiro feliz.
Meus olhos secos por natureza, arderam.
Minha mão ainda pendurada no espaço.
A lembrança já sendo roubada pelo tempo.
Assim.
Acabou.
Mas foi bom.


Pra você

Meu colo é imenso para você, meu querido. Meus braços são teus, minha voz é tua, minha espada é tua, meu coração é teu, minha comidinha no fogão é tua, minha máquina de lavar é tua, meu silêncio é teu e meu amor, eterno.
Meu coração é grande demais e teu lugar tem até uma plaquinha com teu nome. Escrito com o mais puro amor. Nunca esqueça disso.


Sai da minha aba, sai pra lá

Tô com a Pomba-Gira Virtual de frente. Sai pra lá, fia, desencosta que eu não tô a fim dessas coisas. Pode parar de atrair taradão on-line que eu não gosto disso.
Cante para subir, por obséquio. E, por favor, vê se não sobe rebolando!
Olha a compostura, olha a compostura!

São Ênis.
Acenderei duzentas velas para você.
Muito agradecida.



5 comentários:

Marina F. disse...

Menina, adorei o layout.
Já tem a programação deste findi?
Quero te ver.
beijo.

Ronaldo Faria disse...

E esse é o nosso trabalho: viver e aprender...
Cuidemo-nos. Beijo. Ronaldo Faria

claudia lyra disse...

Levar lição de moral de filho é o que há. A gente descobre como são bons assim.

Bolhas de sabão... ai, ai, duram tão pouco, né?

Que coisa boa de se ouvir de alguém amigo; saber que tem lugar cativo no coração de quem a gente ama é coisa sem preço.

Pomba gira virtual é coisa perigosa e poderosa, hauahauhauahuahua

Gentleman disse...

O efêmero pode ser inesquecível.

Vivien disse...

o blog ficou lindo, gostei mesmo.
Filho faz a gente ver tudo diferente....rs
beijos.