terça-feira, 24 de abril de 2007

Enquete

Este é um blog absolutamente anônimo.
Eu e umas amigas ficamos aqui quebrando a cabeça e imaginando como seria esta relação que a autora fala.
Então vou fazer uma enquete:

a) Ela é uma ricaça, ele é um garoto de programa
b) Ela é casada ( saco cheio do marido) e ele é o empregado ( tipo jardineiro, moto-boy, pedreiro)
c) Eles são colegas de trabalho
d) Ela é uma coroa enxuta e ele é um aproveitador. Mas não é garoto de programa
e) Ela é um travesti e ele é seu bofe. Ou é um cara casado.
f)Ele é um boneco inflável
g) Ela que é puta. Se apaixonou pelo cafetão. Ou por um cliente.
h) Ela é amante do filho do marido
i) Nada disso é verdade. Só ficção.

O que vocês acham?

13 comentários:

Ana Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Paula disse...

eu voto em (i) todas as anteriores
:)

Ana Paula disse...

uia!!! vc mudou depois q eu dei meu pitaco!
eu gostei dessa q ela dá pro filho cafajeste do marido... essa é boa!

Tatiana disse...

Não é?
Já pensou que coisa mais nelsonrodriguiana?

Morena disse...

Eu voto na (d). Mas, no fundo acho que ela é solteira e ele casadão ....

Anônimo disse...

acredito que seja um homem escrevendo, desejando que fosse ela desejando-o-o-o.

Fernando disse...

Ela é bióloga marinha e estuda moréias. Ele é piloto de barco, perdeu a mão consertando um motor de iate mas sabe o usar o toquinho do braço como ninguém.

Tatiana disse...

HAHAHHAHAHAHA
Fernando,
Essa foi a melhor de todas!

Fernando disse...

Ele detesta essa história dela mergulhando e ficando horas cercada de moréias no fundo do mar. Mas como ela recebe financiamento internacional para seus estudos, ele tem que ficar com o bico calado, pois é ela quem paga o barco onde eles vivem e passam seus dias juntos. Ela debaixo d´água espiando, pegando, apalpando e medindo aquelas enormes cobras marinhas de olhares ameaçadores, e ele pescando, tomando cerveja e dourando o toquinho ao sol.

Vivien disse...

Ficção. E uma delícia de ficção.Mas se eu fosse a autora, seriam colegas de trabalho e se tratariam cordialmente-austeramente durante o dia. Pra depois, à noite, virar....aquilo.;0)

Fernando disse...

Ou então ao contrário, sem cordialidade alguma. A primeira vez em que ele tentou se engraçar para o lado dela com aquele toquinho, ela reagiu:

_ Enfia essa porra no seu rabo!

Mas ele a surpreendeu, com habilidades de contorcionista mostrou que sabia usar aquele toquinho até para isso. Deixou a moça muito impressionada.

Tatiana disse...

Ahahahhahaha
a imaginação humana é ótima!

Anônimo disse...

O blog é bão!!