quarta-feira, 12 de abril de 2006

AS AVENTURAS DE UMA CANTORA DE MPB EM UM BAR SERTANEJO

Fui convidada para fazer som das seis as oito no Empório São Joaquim, conhecido por ser um bar de " raiz". Quase um inhame de tão raiz. Não vende nem coca-cola nem Marlboro por ser coisa de gringo. Se é pa beber, que se beba produto nacional, bebamos Guaraná Antartica, que nem sei se é mais produto nacional ou se alguma grande corporação gringa já comprou, não importa. São nacionalistas do interior. Muita cachaça de várias origens, aquele ar de campo, rústica.
O palco éum carro de boi. Imagine eu em cima de uma carro de boi cantando tom Jobim ou Zeca Baleiro. Tenho ímpetos incontroláveis de mugir quando estou ali em cima e um medo terrível de cair, escorregar, afinal, minha coordenação motora é precária e minha falta de jeito imensa.
Hoje foi o segundo dia de apresentação e, levando em consideração a falta de divulgaçaõ, foi um sucesso. O bar bombou com umas vinte pessoas! Parece pouco mas não é.
E eu estava ali, me achando a Sula Miranda da MPB quando ouço um papo com estes meus ouvidos de tubeculoso. Consigo cantar e acompanhar as conversar alheias, além de fazer leitura labial, talentos muito úteis em certas situações. Ouço uma mulher falar pro garçon:
- Mas que diabo é isso? Cadê a moda de viola? Cadê o som caipira???
O garçon querendo não perder o freguês acostumado com o estilo muiscal, retruca:
- Ahhh, daqui a pouco ela canta uma moda de viola. Só que canta de um jeito tão diferente que você nem vai perceber que é moda de viola. Ela faz uma moda de viola moderna, tão moderna que parece MPB.
- Detesto estas modernidades, disse a moça
- Temos que acompanhar as mudanças dos tempos, retruca pr sua vez o sábio garçon.

Viu só? Nem eu sabia que fazia moda de viola moderna especialmente porque não toco viola, toco violão mesmo e não sei uma, uminha música caipia ou sertaneja.
Mas pelo menos a cachaça é boa porque sai todo mundo muito bêbado de lá antes das nove da noite.

2 comentários:

Claire disse...

Não sei quanto as modas de viola, mas uma coisa eu sei: Que garçon persuasivo! Parabéns pra ele, eu acho.

CLICK disse...

Taí uma boa idéia. Que tal ter de sobressalente umas modas de violas, pra ocasiões especiais. Vc em cima dum carro de boi cantando Enezita Barroso... Na marvada pinga é que eu atrapaio...Aqui mesmo eu bebo , aqui mesmo eu caio....Oi iéeeeee !!!!!!!