domingo, 16 de dezembro de 2007

Conchal

Imagine uma multidão, um mar de cabeças. Assim era o público lá em Conchal.
Imagine um bando de crianças de olhos espertos, agitadas com o espetáculo.
Imagine uma cena em que um ator vem correndo pelo meio do público, vestido de peru de Natal.
Aí o narrador começa a berrar:
-Pegue o peru! Pegue o peru!
Essa era a deixa para que um outro ator viesse e agarrasse o ator-peru e daí uma cena toda se desenrola.
Só que na hora que o narrador falou "pega o peru", a criançada levou sério e foi um tal de criança descer a lenha no pobre coitado, quase que o peru foi depenado em cena. A produção teve que se meter na confusão e salvar o pobrezinho do peru que sai de cena com uma cara de frango antes do abate. A cena que vinha depois foi completamente perdida.
E eu fiquei meio que desconfiada das reações que uma multidão pode ter.
Já combinei com o Ugo. Se a multidão resolver subir na carreta e atacar a gente, sei lá, se a música animou demais, ou desagradou, sei lá o que pode acontecer com um massa acéfala enlouquecida, eu desplugo o violão, salto de lá de cima, com saia rodada e tudo e me pico! Saio correndo! O Ugo disse que chuta quem chegar perto dos instrumentos dele. Eu acho que isso só funcionaria se ele fosse um polvo assassino, cheio de pernas.
A merda é que eu sempre estou de salto alto. Pular da carreta com violão a tiracolo, saia rodada e salto alto vai ser o é do borogodó.

É, meu filho. Esse papo de teatro na rua tem dessas coisas.

12 comentários:

neutron disse...

Oi, Tatiana. Cheguei aqui pelo blog da Claudia. Achei legal um comentário seu que falava sobre como é fácil palpitar na vida dos outros, hehe.

E aí - que surpresa - vejo um post seu falando sobre Conchal, cidade que eu visito desde muito pequeno e que quase ninguém conhece. ;)

Muito legal o seu blog e o grupo de Teatro. Beijos.

shirlei horta disse...

Artista tem que ir onde o público está, minha filha, cê pensou que era poesia? Agora guenta!

Vai lá no Túlio - no Malditos Patos - pra ver a sugestão da Patinha pro fim de ano.

Anônimo disse...

Ia falar o que a Shirlei já disse. Transmimento de pensação.
Ps.: Descobri um site para baixar CDs em MP3 onde está a nata da MPB. Fantástico. Coisas raras e artistas brilhantes. Só fera. E que CDs encontro lá também: os seus dois. Parabéns, quem ama a boa música te inclui na relação de qualidade. O que não é difícil de fazer... Mais fácil do que correr de salto alto com a turba atrás.
Beijos. Cuide-se!
Ronaldo Faria

Danny Reis disse...

Hahahaha! Que loucura!

Anna disse...

só não vá se vestir de peru hein! hahaha
tô imaginando, pega o peru!! pega o peru!! kkk

Túlio disse...

Você nunca ouviu falar de caldeirão de azeite fervendo?

Tatiana disse...

Neutron,
Até agora, Conchal foi a cidade com o público maior e mais animado. O Peru que o diga! hahahahahahha

Tatiana disse...

Shirley
Eu vou!!
Aliás, bem vinda por estas bandas, viu?

Olhe, eu falo, conto as coisas aqui, mas na verdade eu adoro essa vida. Adoro!

Tatiana disse...

Ronaldo, mmeu querido

Eu acho até chique tá por aí, nos sites de música...
Tõ em dívida com vc,..não esqueço!

Tatiana disse...

Danny,
No instante que antecede o espetáculo..aí sim é loucura total...

Tatiana disse...

Túlio
Deu um cagaço mesmo.
Eu jávi multidão dando a louca, no carnaval da Bahia.
Não é coisa boa de resolver não...
Deu medo mesmo....

Tatiana disse...

Anna,
Peru?
Eu?
Tô mais pra galinha d'angola!
hahahhahahahahah